Esta página já teve 117.131.836 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.645 acessos diários
home | entre em contato
 

Enxaqueca/Cefaléia/Dor de cabeça

Orgasmo e dor de cabeça

11/09/2005

À primeira vista pode parecer estranho associar dor de cabeça com orgasmo. Apesar disso, a Associação Brasileira para Prevenção da Enxaqueca afirma que a dor de cabeça (ou cefaléia) orgásmica pode afetar tanto homens como mulheres, durante o ato sexual (1).

Genericamente, os médicos classificam este tipo de cefaléia como cefaléias associadas à atividade sexual. Até há algum tempo, os termos cefaléia sexual benigna e cefalalgia coital também eram utilizados.

A dor de cabeça é precipitada pela masturbação ou pela própria relação sexual e geralmente acomete toda a cabeça e caracteristicamente dá a sensação de um enorme peso sobre ela. À medida que o homem ou a mulher aumentam a excitação sexual, a cefaléia também se intensifica, tornando-se  muito grande no momento do orgasmo. A dor pode ser prevenida ou aliviada quando o indivíduo cessa a atividade sexual antes do orgasmo. Se por um lado isto evita a dor, por outro a qualidade de vida sexual fica muito prejudicada.

Segundo o clínico geral e presidente da Associação Brasileira para Prevenção da Enxaqueca, Dr. Alexande Feldman, a causa do problema se deve a uma desregulação das substâncias químicas que transmitem os impulsos nervosos no cérebro (conhecidas como neurotransmissores). “É como se os neurotransmissores de um cérebro que está em desequilíbrio químico interpretassem essa situação como sendo uma situação de dor”, explica (2).

Os médicos ainda não têm claro todos os mecanismos responsáveis por este problema. Em estudo realizado através de ressonância nuclear magnética e angiografia (estudo dos vasos através de raios-X) evidenciou-se que pode haver estreitamentos de alguns vasos cerebrais por curtos períodos de tempo (chamados vasoespasmos) (3).

Além do orgasmo, outros fatores como alimentação, sono insuficiente e estresse também podem desencadear a dor de cabeça. Acredita-se que o aumento da pulsação, da pressão sangüínea, da tensão dos músculos e da produção da serotonina (um tipo de neurotransmissor), que ocorrem durante o ato sexual, estejam ligados ao mecanismo deste tipo de cefaléia (2).

Segundo o Dr. Feldman, o seu aparecimento geralmente coincide com um(a) novo(a) parceiro(a) sexual, um novo local ou uma nova posição sexual. “São situações que podem ser interpretadas como estresse, ocasionando o problema” (2). Este tipo de cefaléia costuma acometer mais freqüentemente as pessoas que já sofrem de enxaqueca, não obstante possa acometer qualquer pessoa.

A procura por um especialista médico é fundamental para que o diagnóstico seja efetuado. Muitas vezes por desinformação, por vergonha ou por achar que nada pode ser feito, essas pessoas não procuram ajuda (2). É importante destacar que não só o(a) portador(a) da cefaléia sofre com este tipo de situação, mas também o(a) parceiro(a) sexual. Alguns medicamentos, sempre com prescrição médica, podem ser utilizados e, entre eles, cita-se a indometacina, um tipo de antiinflamatório e analgésico (4).

Algumas dicas para evitar este tipo de problema estão ligadas  a mudanças no estilo de vida: controlar o estresse, dormir bem, ter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas (2).

Fonte(s):
(1) Cassiano Sampaio. Redação Saúde em Movimento. 06/04/2004. http://www.saudeemmovimento.com.br
(2) Juliana Miranda. Assessora de imprensa do site www.enxaqueca.com.br http://www.medicobrasil.com.br/noticias/not143.html
(3) Valenca MM, Valenca LP, Bordini CA, da Silva WF, Leite JP, Antunes-Rodrigues J et al. Cerebral vasospasm and headache during sexual intercourse and masturbatory orgasms. Headache 2004; 44(3):244-8.
(4) Cutrer FM, Boes CJ. Cough, exertional, and sex headaches. Neurol Clin 2004; 22(1):133-49.
(5) Equipe do site.

www.portaldasexualidade.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos

Poítica de Privacidade