-
Esta página já teve 135.293.087 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.662 acessos diários
home | entre em contato
 

Clínica médica/Intensiva/Enfermagem

Novo Método de Inserção à Beira do Leito de Sonda Nasoentérica Transpilórica sem Assistência Endoscópica ou Fluoroscópica: Um Estudo Prospectivo

02/03/2004


 

Em um artigo publicado recentemente no Intensive Care Medicine, os autores tiveram por objetivo avaliar um novo método, adaptado de um método já publicado na literatura, de colocação à beira do leito de sonda nasojejunal com insuflação de ar no estômago, eritromicina e monitorização contínua do ECG.

Foi feito um estudo prospectivo em um hospital universitário terciário. Os participantes necessitaram de nutrição enteral e ventilação mecânica durante pelo menos 48 horas. Foi administrada eritromicina (200 mg) endovenosamente nos 30 minutos antes da inserção da sonda. A sonda transpilórica foi então inserida dentro do estômago e foram insuflados 500 ml de ar. Realizou-se a monitorização do estômago com eletrodos e durante outra inserção da sonda o complexo QRS foi continuamente monitorizado para uma alteração na polaridade, sugerindo a passagem através do piloro. No final do procedimento foi obtido o aspirado da sonda e avaliado o pH alcalino. A exata posição da sonda foi determinada pela radiografia abdominal.

Em 88% dos casos as sondas estavam pós piloro, com um tempo médio de inserção de 15 minutos (variando entre 7-75). Não foram observadas maiores complicações nos 52 procedimentos. A mudança na polaridade do complexo QRS apresentou 94% de sensibilidade para predizer a localização da extremidade da sonda após o piloro. Dos 32 aspirados de pH alcalino, 31 eram pós piloro.

Os autores concluiram que este procedimento é seguro, efetivo e poderia ser realizado num curto período de tempo dentro da unidade de terapia intensiva, sem a assistência endoscópica.

A novel method for insertion of post-pyloric feeding tubes at the bedside without endoscopic or fluoroscopic assistance: a prospective study - Intensive Care Medicine 2003

A novel method for insertion of post-pyloric feeding tubes at the bedside without endoscopic or fluoroscopic assistance: a prospective study

Cornelis Slagt1, 2 Contact Information, Richard Innes2, David Bihari2, John Lawrence2 and Yahya Shehabi2

(1)  Department of Anaesthesiology, General Hospital De Heel, Zaans Medical Center, P.O. Box 210, 1500 EE Zaandam, The Netherlands
(2)  Department of Intensive Care, Prince of Wales Hospitals, Highstreet, 2031 Randwick, NSW, Australia

Received: 15 April 2003  Accepted: 20 October 2003  Published online: 13 November 2003

Abstract
Objective  To assess a novel method, adapted from already published literature, for bedside placement of nasojejunal feeding tubes using erythromycin, air insufflation of the stomach and continuous ECG guidance.
Design and setting  Prospective study in a tertiary teaching hospital.
Patients and participants  40 consecutive patients who required enteral nutrition and mechanical ventilation for at least 48 h.
Interventions  Erythromycin (200 mg) was administered intravenously 30 min prior to the insertion of the feeding tube. The post-pyloric feeding tube was then inserted into the stomach and 500 ml air insufflated. Stomach ECG was performed, and during further insertion of the tube the QRS complex was continuously monitored for a change in polarity, suggesting passage across the midline through the pylorus. At the end of the procedure aspirate was obtained from the feeding tube and checked for alkaline pH. Exact tube position was determined by abdominal radiography.
Measurements and results  In 88% of cases the feeding tubes were post-pyloric, with a median time to insertion of 15 min (range 7–75). No major complications were seen in 52 attempts. Change in QRS polarity had 94% sensitivity in predicting post-pyloric tip placement. Of the 32 alkaline pH aspirates 31 were post-pyloric.
Conclusions  This procedure is safe, effective and could be performed in a short time period within the confines of the intensive care unit without endoscopic assistance.

Keywords  Enteral nutrition - Post-pyloric feeding - Feeding tube placement


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos