Drogas/Vício - OMS classifica dependência química como disfunção cerebral
Esta página já teve 110.980.298 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.773 acessos diários
home | entre em contato
 

Drogas/Vício

OMS classifica dependência química como disfunção cerebral

22/03/2004


Um relatório da OMS (Organização Mundial de Saúde) divulgado nesta quinta-feira (18) faz um resumo dos mais recentes estudos sobre o papel do cérebro na dependência química e classifica o problema como uma disfunção cerebral como qualquer outro distúrbio neurológico.

Primeiro trabalho do gênero da OMS, o relatório "Neurociência do Uso de Substâncias Psicoativas e Dependência" aponta diversas causas para a dependência química, entre elas biológicas, genéticas, culturais e psicossociais.

Para Lee Jong-wook, diretor-geral da OMS, os problemas associados à dependência de tabaco, do álcool e de substâncias ilícitas merecem grande atenção dos órgãos públicos e necessitam de políticas eficazes e baratas para solucionar o problema. "Ainda há muitas lacunas sobre a dependência química, mas este relatório mostra que já conhecemos bastante sobre a natureza destes problemas", disse Jong-wook.

No documento, a OMS faz um alerta para o aumento do consumo de tabaco em todo o mundo, principalmente nos países em desenvolvimento. Nestes países, 50% dos homens e 9% das mulheres fumam. Em comparação com os países desenvolvidos, 35% dos homens e 22% das mulheres fumam.

O trabalho também mostra que a maconha continua sendo a droga mais consumida no mundo, seguida das anfetaminas e da cocaína. Mais de 20% dos jovens dos Estados Unidos e 8% da Europa Ocidental informaram já ter consumido pelo menos um tipo de substância ilícita, além da maconha.

A OMS ainda alerta para a difícil aceitação dos tratamentos tradicionais. De acordo com o relatório, a alternativa mais viável seria a aplicação de substâncias que simulam os efeitos de outras substâncias psicoativas sem alguns de seus efeitos mais prejudiciais.

Para ter acesso à íntegra do documento, em português, clique aqui.

Agência Fapesp -Folha Online

UOL


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos