Oftalmologia/Olhos -
Esta página já teve 132.537.139 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.699 acessos diários
home | entre em contato
 

Oftalmologia/Olhos

Teste do Olhinho em recém-nascidos pode evitar doenças que levam à cegueira

26/03/2004


Mais um teste para deixar os pais sossegados. A exemplo do teste do Pezinho, feito em recém-nascidos, existe o do Olhinho, que deveria ser realizado rotineiramente, ainda na sala de parto. Com o teste do reflexo vermelho podem ser detectadas doenças oculares como a retinoplatia da prematuridade, catarata, glaucoma, infecções, traumas de parto e até mesmo cegueira.

Apesar disso, muitos pediatras auxiliares não examinam os olhinhos dos bebês. O resultado é catastrófico: mais de 50% das crianças só têm o problema de visão descoberto quando estão cegas ou quase cegas para o resto da vida.

Se a criança for prematura, o teste do olhinho é obrigatório. Isto porque 30% dos bebês que nascem com menos de 40 semanas ainda não têm os vasos sangüíneos da retina formados. A retina é onde se compõe a visão: é o filme de nossa máquina ocular. Quando a retina não está formada ela dá origem à Retinopatia da Prematuridade, principal causa da cegueira infantil na América Latina.

A presidente da Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica, Andréa Vin, destaca a importância do exame nos primeiros dias de vida. Se não for na sala de parto, deve ser feito nas primeiras consultas médicas.
.
Segundo Andréa Vin, atualmente só nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo o teste do olhinho é rotina obrigatória, por lei, nas salas de parto das maternidades. Mas pela gravidade do problema isso é muito pouco, observa. Enquanto não for obrigatório o teste do olhinho, a pediatra aconselha os pais a exigirem o o teste do olhinho antes do bebê deixar a maternidade.

Por isso, a Sociedade Brasileira de Pediatria e a Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica querem que o Ministério da Saúde recomende a realização do teste em todo território nacional, e que os pediatras sejam treinados para fazer o exame. Andréa Vin alerta que de cada cem crianças nascidas, uma tem catarata, que se for cuidada a tempo pode evitar a cegueira.

Atualmente, o Ministério da Saúde dispõe apenas do exame de Fundo de Olho, que também serve para detectar a catarata congênita. De acordo com o Ministério, no ano passado foram realizados cerca de dois milhões e cem mil testes. Esse exame não é obrigatório, mas se pais o pedirem nos logo depois do nascimento, pode ser feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Teste do Pezinho

Hoje, todo recém-nascido, já sai da maternidade já sai com o Teste do Pezinho feito, ou com o pedido para fazer o exame. Com apenas uma gota de sangue podem ser detectadas doenças como o hipotireoidismo congênito (insuficiência da glândula tereóide) e a fenilcetonúria, doença hereditária causada pela falta de uma enzima. O diagnóstico e o tratamento precoce de ambas evita retardo mental.

 Agência Brasil


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos