-
Esta página já teve 132.477.796 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.702 acessos diários
home | entre em contato
 

Hipertensão/Pressão Alta

Consumo de álcool e mortalidade por doença cardiovascular em homens hipertensos

24/04/2004


 

O consumo intenso de álcool está associado com um aumento dose-dependente na pressão sangüínea, no entanto, são raros os dados de relação entre o consumo de álcool e mortalidade em pacientes hipertensos. Com o objetivo de avaliar a relação entre o consumo leve a moderado de álcool e a mortalidade total de doença cardiovascular entre homens com hipertensão, um grupo de pesquisadores americanos realizou um estudo, que foi publicado recentemente na revista Archives of Internal Medicine.

De uma coorte do Physicians' Health Study de 88882 homens que forneceram informações sobre o consumo de álcool, foi identificado um grupo de 14125 homens com uma história de tratamento para hipertensão atual ou pregresso que estavam livres de infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral, câncer ou doenças de fígado. Foi feita uma comparação de mortalidade total e por doença cardiovascular (DCV) entre homens com hipertensão que relataram não beber, beber raramente ou beber leve a moderadamente.

Durante anos de acompanhamento de 75710 pessoas, houve 1018 mortes, incluindo 579 de DCV. Comparados com indivíduos que raramente ou nunca beberam bebidas alcoólicas, aqueles que relataram consumo mensal, semanal e diário de álcool, respectivamente, tiveram riscos relativos (RRs) para mortalidade por DCV ajustados multivariavelmente de 0,83% (intervalo de confiança [IC] de 95% 0,62-1,13); 0,61 (IC 0,49-0,77) e 0,56 (IC 0,44-0,71) (P<0,001 para tendência linear). Nos mesmos grupos, os RRs para mortalidade total foram respectivamente 0,86 (IC 0,67-1,10), 0,72 (IC 0,60-0,86) e 0,73 (IC 0,61-0,87) (P?0,001 para tendência linear).

Entre os homens com pressão arterial sistólica maior ou igual a 140 mmHg ou diastólica maior ou igual a 90 mmHg, os RRs para mortalidade por DCV foram, respectivamente, 1,00 (referente); 0,82 (IC 0,56-1,21); 0,64 (IC 0,48-0,85) e 0,56 (IC 0,42-0,75) (P<0,001 para tendência linear). Por outro lado, não foi encontrada associação significativa entre o consumo moderado de álcool e a mortalidade por câncer (P = 0,8 para tendência linear).

Os autores afirmaram que estes resultados, que requerem confirmação de outros estudos de larga escala, sugerem que o consumo leve a moderado de álcool está associado com uma redução no risco de mortalidade total ou por doença cardiovascular em homens hipertensos.

Alcohol Consumption and Cardiovascular Disease Mortality in Hypertensive Men - Arch Intern Med. 2004; 164: 623-628.

Alcohol Consumption and Cardiovascular Disease Mortality in Hypertensive Men

Maciej K. Malinski, MD; Howard D. Sesso, ScD, MPH; Francisco Lopez-Jimenez, MD, MSc; Julie E. Buring, ScD; J. Michael Gaziano, MD, MPH

Arch Intern Med. 2004;164:623-628.

Background  Heavy alcohol drinking is associated with a dose-dependent increase in blood pressure, but data on the relation between alcohol consumption and mortality in hypertensive patients are sparse.

Objective  To assess the relation between light to moderate alcohol consumption and total mortality from cardiovascular disease (CVD) among men with hypertension.

Participants and Design  From the Physicians' Health Study enrollment cohort of 88 882 men who provided self-reported information on alcohol intake, we identified a group of 14 125 men with a history of current or past treatment for hypertension who were free of myocardial infarction, stroke, cancer, or liver disease at baseline.

Main Outcome Measure  Comparison of total and CVD mortality among men with hypertension who had reported to be either nondrinkers or rare drinkers, or light to moderate drinkers.

Results  During 75 710 person-years of follow-up, there were 1018 deaths, including 579 from CVD. Compared with individuals who rarely or never drank alcoholic beverages, those who reported monthly, weekly, and daily alcohol consumption, respectively, had multivariate adjusted relative risks (RRs) for CVD mortality of 0.83 (95% confidence interval [CI], 0.62-1.13), 0.61 (CI, 0.49-0.77), and 0.56 (CI, 0.44-0.71) (P<.001 for linear trend). In the same groups, RRs for total mortality were respectively 0.86 (CI, 0.67-1.10), 0.72 (CI, 0.60-0.86), and 0.73 (CI, 0.61-0.87) (P<.001 for linear trend). Among men with a systolic blood pressure of 140 mm Hg or higher or a diastolic blood pressure of 90 mm Hg or higher, the RRs for CVD mortality were, respectively, 1.00 (referent), 0.82 (CI, 0.56-1.21), 0.64 (CI, 0.48-0.85), and 0.56 (CI, 0.42-0.75) (P<.001 for linear trend). On the other hand, we found no significant association between moderate alcohol consumption and cancer mortality (P = .8 for linear trend).

Conclusion  These results, which require confirmation in other large-scale studies, suggest that light to moderate alcohol consumption is associated with a reduction in risk of total and CVD mortality in hypertensive men.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos