-
Esta página já teve 132.519.283 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.701 acessos diários
home | entre em contato
 

Sono/Distúrbio do sono

Atividade física, obesidade e sono

25/04/2004

 

As atividades físicas têm relação direta com a quantidade e a qualidade do sono reparador. Assim, a pessoa que se exercita, regularmente, tem um ritmo de período de ficar acordado (vígilia) seguido de um período de sono, regular, sem precisar fazer nenhum esforço ou tomar nenhum medicamento. Afirma-se que o Ciclo Vigília-Sono é regulado por um relógio biológico que interpreta para o organismo os sinais do mundo externo (desaparecimento da luz do dia, nível de cansaço, etc) que chega aos olhos e através deles vai até o cerebro que controla o momento em que a pessoa dorme e acorda. Quem dorme um tempo insuficiente ou dorme mal, geralmente, tem uma péssima qualidade de vida. Vários estudos indicam que quem tem problemas de sono (como insônias, apnéias - paradas da respiração durante o sono, que ocorrem em pessoas que roncam) também podem melhorar com a prática regular de exercícios físicos, desde que corretamente orientados.
N. K.Gupta e colaboradores, da Universidade do Texas, na cidade de Houston, estudaram, em 383 adolescentes, de 11 a 16 anos, o total de horas dormidas e os distúrbios do sono, comparado com o nível de obesidade e falta de exercícios.
Constataram que os adolescentes obesos tinham menos sono do que os não obesos (P <0,01). Para cada hora a menos de sono o risco de obesidade aumenta em 80%. Os distúrbios do sono não estavam ligados diretamente à obesidade, mas, sim, à falta de atividade física (P < 0.01). A diminuição, em 3%, do índice de atividade física dos adolescentes, por dia, aumenta, em uma hora, os distúrbios do sono à noite.

 

Am J Human Biol 2002 Nov-Dec;14(6):762-8


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos