AIDS / HIV -
Esta página já teve 132.501.204 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.702 acessos diários
home | entre em contato
 

AIDS / HIV

Qual o valor dos testes neuropsicológicos na detecção precoce do complexo demencial da AIDS?

12/06/2004

O complexo demencial associado ao HIV consiste de déficit cognitivo de predomínio subcortical caracterizado por déficit de memória de evocação e alentecimento dos processos mentais como dificuldade de concentração da capacidade de abstração e planejamento, dificuldade crescente na realização de tarefas cotidianas, apatia, inércia e diminuição das reações emocionais. A instalação dos sintomas é sutil com progressão geralmente rápida, ern semanas ou poucos meses. Distúrbios psiquiátricos como depressão e delirium são o principal diagnóstico diferencial.

Os testes neuropsicológicos devem examinar todas as modalidades cognitivas, porém, considerando as características subcorticais da demência, urn dos testes mais sensíveis na avaliação dos distúrbios cognitivos associados à infecção pelo HIV é o Teste de Conexão de Núnieros (TRAIL MAKING - A), onde uma folha contendo círculos numerados de 1 a 25 é mostrada ao paciente, que é solicitado a ligá-los no menor tempo possível. Este teste permite a demonstração de diferenças estatisticamente significativas entre pacientes com anomalidades neuropsicológicas ainda leves e indivíduos soropositivos assintomáticos, através da avaliação da atenção, concentração e velocidade de processamento de informações, atividades particularmente afetadas nas demências subcorticais.

Outros testes utilizados para a avaliação da atenção são:

1. Teste de Repetição de Dígitos (DIGIT SPAN) em ordem direta e inversa.

2. Teste de Fluência Verbal: o paciente é solicitado a dizer todos os nomes de animais que conseguir lembrar no intervalo de tempo de um minuto.

As outras funções cognitivas também devem ser sistematicamente avaliadas.

Percepção visual: reconhecimento de figuras.

Memória incidental: o paciente é solicitado a dizer os nomes das figuras reconhecidas logo após sua visualização.

Memória tardia: essas mesmas figuras devem ser lembradas após 30 minutos.

Linguagem: compreensão e expressão da linguagem verbal, repetição, leitura e escrita.

Raciocínio e cálculo: o paciente é solicitado a resolver os quatro tipos de operações aritméticas.

Habilidade construtiva: copiar a lápis os desenhos de um círculo, um losango, de retângulos interseccionados e um cubo. Solicitar que desenhe uma casinha em folha de papel em branco.

Abstração: interpretação de provérbios e identificação de semelhanças entre objetos.

Planejamento: o examinador faz três movimentos com a mão e pede ao paciente que os repita. O paciente é solicitado a desenhar um relógio com todos os números e os ponteiros marcando O2h45min.

Humor, comportamento e atividades da vida diária: através de questionários para o paciente e o acompanhante.

Os testes neuropsicológlcos permitem a identificação precoce dos distúrbios cognitivos, sua quantificação, e o seguimento da evolução natural da doença ou sua resposta às medidas terapêuticas. Os resultados devem ser analisados considerando-se o grau de escolaridade do paciente, estados pré-mórbidos, e o uso de medicações ou outras substâncias que atuam no SNC. Como todos os outros métodos de diagnóstico, no entanto, sua interpretação deve sempre se somar aos dados obtidos pela anamnese, e pelos exames neurológico, laboratorial e de neuroimagem.

www.salves.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos