Laser - Laser em fisioterapia
Esta página já teve 134.614.866 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.668 acessos diários
home | entre em contato
 

Laser

Laser em fisioterapia

13/06/2004

A Fisioterapia, assim como várias especialidades médicas, vem mostrando nos últimos anos grandes resultados na utilização do laser como recurso terapêutico. Quando nos referimos à Fisioterapia, o Laser utilizado é o LBP (Laser de Baixa Potência).

A palavra laser é um acrônimo com origem na língua inglesa: Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation (Amplificação de Luz por Emissão Estimulada de Radiação). É uma radiação eletromagnética não ionizante, diferente da luz fluorescente ou da lâmpada comum, promovendo efeitos a partir da interação da luz com o tecido, influenciando as respostas celulares tais como estimulação ou inibição de atividades bioquímicas, fisiológicas e proliferativas, além de ter efeito de biomodulação.

Por meio destes mecanismos, podemos obter respostas terapêuticas como efeitos analgésico, antiinflamatório, antiedematoso e cicatrizante. É importante salientar que todas as respostas citadas dependem do tipo de laser utilizado, do comprimento de onda e da dosimetria empregada, fatores que podem variar de acordo com o processo patológico.

Dessa forma, a utilização do laser de baixa potência em Fisioterapia apresenta várias indicações tais como: traumatismos, tendinites, mialgias, neurites, artrite reumatóide, artralgias, paralisia facial, feridas abertas, úlceras varicosas e dor orofacial, entre outras.

www.sociedadedelaser.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos