Laser - Laser em otorrinolaringologia
Esta página já teve 134.614.738 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.668 acessos diários
home | entre em contato
 

Laser

Laser em otorrinolaringologia

13/06/2004
O tratamento a Laser é como uma visita ao dentista. O paciente é tratado no próprio consultório, sentado e perfeitamente acordado em uma cadeira confortável.
Após anestesia local, o Laser é usado para vaporizar os tecidos em excesso na garganta, por exemplo, sem queimaduras, removendo camada por camada dos tecidos.
Esta moderna técnica com Laser impede o sangramento e a dor pós-operatória e é realizado em sessões que levam vinte minutos e o tratamento final pode exigir de uma a cinco sessões com intervalos de um mês.

O laser de CO2 é o mais utilizado em Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço pois, alem de suas propriedades físicas, sua versatilidade permite o uso através de peças manuais e do microscópio operatório.

LASER NA CAVIDADE ORAL E FARINGE: O laser de CO2 é empregado em múltiplas patologias, desde a extirpação de pequenas lesões até a tonsilectomia. O importante é que haja uma completa exposição das lesões e que elas sejam removidas in totum, com margens de segurança e sem que a lesão seja vaporizada.

LASER NO NARIZ E SEIOS PARANASAIS (doenças do nariz): O tratamento da obstrução nasal com raios laser vem se tornando um processo cada vez mais freqüente. Principalmente a redução das conchas nasais inferiores nas "Rinites Crônicas Hipertróficas" representa método simples e efetivo, realizado ambulatorialmente, sob anestesia local, sem sangramento, não necessitando de tamponamento nasal.

LASER EM OTOLOGIA (doenças do ouvido): técnica precisa, de não contato e com perfeito controle das estruturas do ouvido médio, facilitando as operações revisionais e reduzindo a incidência de lesão do ouvido interno.

LASER NA LARINGE (doenças da garganta): O uso do laser de CO2 na laringe representa um marco pioneiro na utilização dos raios laser em Otorrinolaringologia e Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Através destes anos, aperfeiçoamentos técnicos foram surgindo e a precisão do uso do laser na laringe foi se tornando cada vez mais clara. A diminuição do sangramento permite um procedimento mais fácil e com menor edema pós-operatório.

Em nossa opinião, todas estas modernas aquisições surgidas com as recentes gerações de laser de CO2, permitem a ampliação de suas indicações e uso, com reais vantagens em certas patologias e podendo ser dispensável em outras.
A associação do laser de CO2 aos instrumentos "a frio" nos auxilia e facilita na execução de determinados procedimentos.
Primordialmente, o cirurgião deve estar habilitado a usar as técnicas tradicionais de microcirurgia "a frio" e, ao mesmo tempo, familiarizado com a moderna tecnologia do laser para poder utilizá-la de modo conveniente e com reais vantagens para o paciente.

Uma das doenças mais frequentes é o ronco, uma entre quatro pessoas ronca habitualmente. O problema é mais sentido nos homens e nos obesos, piorando com a idade. Na maioria das vezes, o ronco está relacionado com a obstrução da respiração durante o sono.
O ronco pode ser um indicador da apnéia obstrutiva do sono, com paradas respiratórias, o que constitui um sério problema, já que o roncador pára de respirar durante alguns segundos.
Os tratamentos vão desde mudança de posição durante o sono, diminuição de peso, até cirurgias.

As vantagens do tratamento a Laser são:
* tratamento ambulatorial, sem necessidade de internação hospitalar;
* anestesia local;
* as sessões múltiplas evitam a dor;
* a alimentação e a fala não são afetadas;
* não há sangramento;
* os pacientes retornam às atividades normais após cada sessão

Deve-se consultar um médico Otorrinolaringologista para ser submetido a um exame otorrinolaringológico completo, incluindo endoscopia das vias aéreas superiores para determinar qual o tratamento melhor indicado.

 

www.sociedadedelaser.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos