-
Esta página já teve 133.133.274 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.659 acessos diários
home | entre em contato
 

Álcool

Quanto é normal beber?

09/07/2004

QUAL É O LIMITE DO BEBER NORMAL?

O que está errado em consumir álcool ?

            Diferente de outras drogas como cigarro, cocaína , crack, maconha , etc, o álcool, se consumido moderadamente, não é prejudicial. Ele pode facilitar a circulação sanguínea, divertir , relaxar, descontrair, entre outras coisas.

            A questão principal é o limite. Beber pode ser muito prazeroso, mas beber muito,  em horas ou situações inapropriadas, pode acarretar problemas como ressacas, acidentes de trabalho e trânsito, problemas de saúde , no relacionamento familiar, social  e com você mesmo.

 

Quem são os bebedores de risco ?

            Se você bebe uma dose de vez em quando, ou seja , com uma freqüência irregular e em baixas quantidades, os seus riscos são pequenos. Mas se você bebe quantidades maiores, com uma freqüência definida, os riscos aumentam no sentido do seu consumo causar problemas ou mesmo a dependência. O importante é você começar a analisar os seus hábitos alcoólicos para poder perceber se o seu consumo é moderado ou pesado.

 

Qual é o seu consumo ?

            1º ) É importante saber o que seria uma unidade de álcool em cada dose que você consome, porque o que pode ser uma dose para você pode não ser uma dose efetivamente. Abaixo encontra-se uma tabela  sobre o que seria considerada uma unidade de álcool em diferentes tipos de drinks:

 

  • 1 copo de cerveja ou chopp

  • 1/2 dose de pinga, whisky ou qualquer tipo de destilados

  • (pinga, vodka,gin,cognhac,etc)

  • 1 copo típico de vinho

  • 1 taça de champagnhe

  • 1 cálice de licor ou vinho do porto

= 1 UNIDADE / 1 DOSE

OBSERVAÇÕES: Uma garrafa de pinga ou whisky contem aproximadamente 34 unidades. Uma cerveja grande contém 4 unidades.

 

            2º ) Concentração X Unidades

            Existem cervejas que têm uma concentração de álcool maior, como por exemplo as cervejas maltadas se comparadas com as cervejas comuns. O mesmo acontece para alguns tipos de vinhos. No rótulo das bebidas você encontra a concentração alcoólica, ou pelo menos deveria encontrar . No geral, as concentrações são :

  • Cerveja = 5 a 7 %

  • Vinhos = 10 a 12%

  • Licores e vinhos fortificados = 16%

  • Destilados = 40 a 50%

            CONCLUSÃO : O fator de análise é a quantidade consumida de álcool, que irá variar conforme a concentração alcoólica e não a quantidade de líquido propriamente dita. Basta comparar um copo de chopp com meia dose de cachaça. A quantidade de líquido é bem diferente, mas a quantidade de álcool é a mesma.

 

            3º ) Você realmente sabe o que é beber muito ?

            Não tente adivinhar e não fique surpreso se o que você pensa estiver errado.

            Levando em conta o que seria uma unidade de álcool, preencha diariamente a tabela abaixo durante uma semana, escrevendo o número de doses ou unidades de álcool consumidas durante todo o dia. Não pense só na noite. Durante o dia , subtenda o período da manhã , tarde e noite.

            Não trapaceie! Você não precisa mostrar esta tabela para ninguém. Faça para você mesmo . Conte quantas unidades foram consumidas num dia típico, para depois obter seu total semanal. É importante saber com quem , quando e onde você bebeu, pois se você pretende diminuir ou controlar seu hábito, estas informações serão importantes no sentido de evitar  certos locais ou companhias que por vezes podem estimular ou aumentar seu consumo.

Dias da semana

Tipo de bebida

Onde e com quem bebeu ?

Unidades

Total Diário

Segunda-feira

 

 

 

 

Terça-feira

 

 

 

 

Quarta-feira

 

 

 

 

Quinta-feira

 

 

 

 

Sexta-feira

 

 

 

 

Sábado

 

 

 

 

Domingo

 

 

 

 

                                                            TOTAL SEMANAL    = ________________

PERIGO: As doses em casa costumam ser mais generosas do que as doses do bar. Mesmo em alguns bares , o famoso “chorinho” pode significar uma segunda dose . Perceba realmente quantas doses estão sendo consumidas em um único copo.

 Qual é o limite para o consumo abusivo ?

 

Homens

Mulheres

Acima de 21 unidades
(média de 2 à 3 doses por dia)

Acima de 14 unidades
(média de 2 doses por dia)

 

            Muitas pessoas pensam que beber apenas uma vez por semana não é fator de risco. Trata-se de um engano, pois se nesta única vez os níveis acima forem atingidos, existe a probabilidade de risco no consumo. Sempre que a pessoa ficar alcoolizada podemos falar que ela bebeu demais, por isto nos limites da tabela acima o máximo que os homens poderiam beber num dia seria 3 unidades e as mulheres 2 unidades.

            Você pode estar pensando que algumas pessoas do seu conhecimento tem este nível de consumo e não desenvolveram sintomas, mas isto não isenta o fator de risco.  Muitas vezes as complicações relacionadas ao consumo de álcool não aparecem imediatamente, mas demoram meses ou anos para ficarem óbvias para todos. Abaixo , encontram-se as consequências de um beber de risco  que podem se desenvolver a médio ou longo prazo, maiores detalhes serão dados num próximo capítulo:

 

CONSEQÜÊNCIAS PSICOLÓGICAS: Baixa concentração
Dificuldades no sono
Depressão
Ansiedade / Stress
Dificuldades de argumentação no ambiente familiar
Dificuldades de desempenho no trabalho/escola
Abandono de amigos e atividades sociais
Problemas legais (brigas,acidentes...)

 
CONSEQÜÊNCIAS FÍSICAS: Baixa energia para desempenhar atividades
Queda de peso
Dificuldades na coordenação motora
Pressão arterial alta
Impotência Sexual
Vômitos/náuseas
Gastrites/diarréias
Doenças hepáticas
Maior incidência de fraturas /ferimentos
 

o número de unidades é diferente para as mulheres ?

            As mulheres sofrem mais os riscos dos efeitos do álcool no organismo , quando comparadas aos homens. Uma das razões para esta diferença  é a concentração de água no organismo. Os homens possuem 55 à 65% do seu peso composto por água, enquanto que nas mulheres esta concentração cai de 45 à 55%.

            O álcool é distribuído pelo corpo através dos fluidos sanguíneas. Se a concentração de líquidos nos homens é maior, logo o álcool torna-se mais diluído , amenizando os  respectivos efeitos.

 

Consumo em mulheres grávidas ou em fase de amamentação

            A gestante ao ingerir álcool, tem um bebê  que também estará ingerindo álcool. Isso ocorre porque o álcool através da corrente sanguínea, atravessa a placenta e atinge o bebê.

            O ideal no período de gestação  é evitar o consumo, mesmo que ocasionalmente. Se o seu limite é 1 à 2 doses semanais, o risco do bebê sofrer algum dano físico é pequeno, mas  com a abstinência , os riscos inexistem.

            A recomendação é a mesma para quem está em fase de amamentação, pois o álcool é transmitido para o bebê  através do leite materno.

 

Qual é o dano físico que o álcool pode causar ao bebê ?

            A Síndrome Fetal Alcoólica , sendo que mesmo em menor dosagem , pode ocasionar a síndrome de forma incompleta. Os sintomas típicos são :

  • Baixo peso

  • Malformações na estrutura facial

  • Malformação dos pés e mãos

  • Problemas de comportamento e aprendizagem

  • Retardo mental leve ou moderado

            A intensidade e variedade destes sintomas dependem da quantidade e freqüência de ingestão alcoólica, associadas com deficiências nutricionais, entre outros fatores.

 

O que acontece quando você bebe ?

            O álcool é absorvido rapidamente na corrente sanguínea, sendo que a maior parte é metabolizada no fígado e o restante depositado no suor ou urina.

            A reação de cada organismo frente a um determinado número de doses é diferente porque sofre a influência de vários fatores, dentre eles :

  • Quantidade consumida

  • Situação alimentar no momento da ingestão

  • Idade

  • Peso e altura

  • Sexo

  • Padrão anterior de uso

  • Uso associado a outras drogas

            No geral pensa-se que o álcool é um estimulante, pois é comum as pessoas dizerem que bebem para desinibir-se, para ficarem alegres e/ou para falarem mais. É importante esclarecer que o álcool é um depressor do Sistema Nervoso Central, afetando o julgamento, o nível de consciência, o auto-controle e coordenação motora.

            A cada dose consumida, ocorre um aumento de concentração de álcool no sangue onde uma unidade alcoólica  gera uma hora de efeitos físicos no organismo. Observe o gráfico abaixo:

 

PENSE : Uma pessoa que consumiu 4 chopps  (equivalente a 4 doses/ou unidades alcoólicas) terá um efeito físico do álcool em seu organismo por um período  de 4 horas. No início estes efeitos são leves até atingirem um pico , para posteriormente atenuarem-se. Porém a desintoxicação, só ocorrerá após 4 horas.

 

É possível reverter a ressaca ?

De acordo com o gráfico acima podemos dizer que o organismo livra-se de uma unidade de álcool a cada hora. Infelizmente, esta taxa do organismo é fixa e nada que possamos fazer possa alterar isto. Portanto quando alguém está com ressaca nada que possamos fazer vai melhorar (banhos frios, exercícios, café forte, etc). Na melhor da hipóteses teremos alguém alcoolizado, mas um pouco mais acordado.

 

Beber e Dirigir

            O limite legal permitido para dirigir qualquer tipo de veículo de transporte é de 80 miligramas de álcool em 10 mililitros de sangue. Provavelmente você deseja uma tradução da quantidade acima em número de doses, mas isto é praticamente impossível porque depende do sexo, idade quantidade consumida e a situação alimentar na hora da ingesta. Comumente  utiliza-se o limite de 3 doses, porém o método mais fidedigno  para medição é feito através do bafômetro. Contudo é importante ter a noção de que 1 ou 2 doses afetam a habilidade motora para dirigir, sendo o consumo alcoólico abusivo uma das maiores causas de acidentes no trânsito.

 

            DICAS PARA QUEM BEBE E DIRIGE

            1- Se você bebeu muito em uma noite, talvez seja melhor esperar para voltar a dirigir  pela manhã. Pegue um táxi ou peça para um amigo dirigir para você.

            2- Se você consumiu 1 ou 2 doses no almoço e 1 ou 2 doses após o trabalho, você já está acima do limite legal. Em outros países dirigir com este nível de consumo  pode gerar detenção.

 

            UM PADRÃO DE BEBER SENSATO :

            - Não afeta sua saúde

            - Não afeta suas ocupações diárias

            - Não afeta sua segurança

            - Não afeta a segurança de outras pessoas

 

BOAS NOTÍCIAS :

            Se você é um bebedor pesado e pretende voltar a ser um bebedor social ou abstêmio , saiba que:

            * Você terá maior cuidado com você mesmo

            * Diminuirão os problemas sociais, de trabalho e familiares

            * As críticas sobre seu consumo alcoólico tendem a serem amenizadas e com o passar do tempo,                  desaparecerão

            * Menor probabilidade de envolvimento em acidentes e brigas

            * Adeus : RESSACAS !

 

            Aqui vão sugestões para a modificação do seu beber :

            1 - Lembre-se da Tabela de Auto-Monitoramento - pág ----. Depois de preenchida, responda :

a) O seu total semanal ultrapassou 21doses (homens) ou 14 doses (mulheres) ?

b) Quais os locais em que você você bebe mais ?

c) Existe alguém em especial que o acompanha ?

d) Quais os dias e horários da semana em que você bebe mais ?

          Com estas respostas, tente remanejar sua vida:

  • substituindo lugares

  • procurando estar com outras companhias ou evitar estar sozinho, se você bebe só

  • fazendo outras atividades, seja de lazer, profissional ou social principalmente nos dias e horários que você bebe mais

 

            2 - Se você beber :

Dilua a bebida ao invés de bebê-la pura

Beba pausadamente (bebericando), evitando o famoso” consumo de um só gole’

Alterne bebidas alcoólicas com não alcoólicas

Procure alimentar-se durante a ingestão alcoólica

Evite beber diariamente

 

            3 - Ao sentir um forte desejo :

Procure ir a outro lugar nem que seja por um curto espaço de tempo

Evite inicialmente situações em que a bebida esteja ao seu alcance facilmente, como por exemplo festas, bares, shows e reuniões

Solicite o auxílio de uma pessoa que saiba das suas dificuldades. Deixe ela ser seu “breque”pelo menos por um tempo.

Fale para você mesmo : “Eu controlo minha vida” . Não deixe que a bebida  controle sua vida.

 

            4 -O desejo de beber não é sinal de que você é um alcoólatra inveterado. O desejo sempre vai existir . Por exemplo: imagine seu prato predileto de comida sendo que você recebe uma recomendação médica para não comê-lo até o fim de seus dias. Você pode obedecer  a recomendação, mas isto não o isentará  de sentir  desejo quando ver alguém comendo. O que acontece neste exemplo é o controle do desejo e o mesmo acontece com o álcool.

 

            5 - Evite utilizar bebidas alcoólicas para resolver seus problemas. Na realidade você apenas foge dos problemas quando “enche a cara” , podendo até mesmo acumular mais problemas ocasionados pela intoxicação e perda de julgamento, que podem levar a atos impensados.

 

            6 - Lembre-se que o beber não faz você ficar potente, forte, bonito, rico, extrovertido ...

Quando você se alcooliza, não está sendo você mesmo. Aceite-se ! Se você não consegue aceitar-se a si mesmo, procure ajuda !

 

Determine Ações :

Encoraje amigos e familiares a ajudá-lo

Escolha um dia específico para iniciar sua abstenção ou modificação do consumo

Reduza o tempo de convívio com bebedores pesados

Procure engajar-se em atividades alternativas durante o período do dia em que você normalmente estaria bebendo ou quando você se sente depressivo ou estressado.

SUGESTÕES: visitas a familiares ou amigos, assistir TV, vídeo, leitura, cinema, caminhadas, atividades esportivas, entre outras. O importante é conseguir detectar o que lhe dá prazer , sem que esta atividade esteja vinculada ao consumo, e substituir.

Avalie seus progressos

  

Só você pode mudar a sua vida ! Família, tratamento , amigos, entre outros ajudam, mas a decisão final cabe a você.

Se você quiser , pode conseguir !

Prof. Dr. Ronaldo Laranjeira

www.abead.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos