-
Esta página já teve 133.101.682 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.662 acessos diários
home | entre em contato
 

Clínica médica/Intensiva/Enfermagem

Gasometria Arterial com Volumes Correntes de 700 ml durante Ressuscitação Cardiopulmonar Extra-Hospitalar

11/08/2004

 

A ventilação minuto e corrente ótima durante a ressuscitação cardiopulmonar (RCP) não é bem conhecida. Em um artigo publicado recentemente na Resuscitation, sete adultos que apresentaram parada cardíaca não traumática fora do hospital foram entubados e ventilados a 12 L/minuto com oxigênio a 100% e volume corrente de 700 ml (10 ± 2 ml/Kg).

As amostras da gasometria arterial foram analisadas após 6-8 minutos de reanimação sem sucesso e de ventilação mecânica. A PaCO2 média foi 5.2 ± 1.3 KPa e a PaO2 média 30.7 ± 17.2 KPa. Os pacientes com os volumes correntes mais elevados (14 ml/Kg) e mais baixos (8 ml/Kg) apresentaram valores mais baixos e mais altos de PaCO2 de 2.6 e 6.8 KPa, respectivamente. A análise de regressão linear confirmou uma associação significante entre a pCO2 arterial e o volume corrente em ml/Kg, r2 = 0.87.

Os autores concluíram que com uma ventilação estimada de 10 ml/Kg de volume corrente e uma frequência de 12 minutos pode-se esperar a obtenção da normocapnia durante o ALS.

Arterial blood gases with 700 ml tidal volumes during out-of-hospital CPR - Resuscitation - 2004; 61(1):23-27

Arterial blood gases with 700 ml tidal volumes during out-of-hospital CPR

E. Dorph Send E-mail to Author a,b,d , L. Wik c,d and P.A. Steen d

Search for articles: related articles | by these authors

Abstract
The optimal tidal and minute ventilation during cardiopulmonary resuscitation (CPR) is not known. In the present study seven adult, non-traumatic, out-of-hospital cardiac arrest patients were intubated and mechanically ventilated at 12 min−1 with 100% oxygen and a tidal volume of 700 ml ( ml kg−1). Arterial blood gas samples were analysed after 6–8 min of unsuccessful resuscitation and mechanical ventilation. Mean PaCO2 was  kPa and mean PaO2 kPa. The patient with the highest (14 ml kg−1) and lowest (8 ml kg−1) tidal volumes per kg had the lowest and highest PaCO2 values of 2.6 and 6.8 kPa, respectively. Linear regression analysis confirmed a significant correlation between arterial pCO2 and tidal volume in ml/kg, . We conclude that aiming for an estimated ventilation of 10 ml kg−1 tidal volume at frequency of 12 min−1 might be expected to achieve normocapnia during ALS.
Abstract
A ventilação minuto e corrente óptima durante a Reanimação Cardio-pulmonar (CPR) é desconhecida. Neste estudo sete adultos vítimas de paragem cardíaca extra-hospitalar, não-traumática, foram entubados e ventilados a 12 L/min. com oxigénio a 100% e volume corrente de 700 ml (10 ± 2 ml/Kg). Foram analisadas gasometrias arteriais após 6–8 min de reanimação sem sucesso e de ventilação mecânica. A PaCO2 média foi 5.2 ± 1.3 KPa e a PaO2 média 30.7 ± 17.2 KPa. Os doentes com os volumes correntes mais elevados (14 ml/Kg) e mais baixos (8 ml/Kg) por Kg tinham valores de PaCO2 mais baixos e mais elevados de 2.6 e 6.8 KPa, respectivamente. A análise de regressão linear confirma uma correlação significativa entre pCO2 arterial e volume corrente em ml/Kg, r2 = 0.87. Concluímos que pretendendo uma ventilação estimada de 10 ml/Kg de volume corrente e uma frequência de 12 min podemos esperar obter normocápnia durante ALS.
Abstract
No se conocen el volumen corriente y la ventilación minuto óptimos durante la reanimación cardiopulmonar (CPR). En este estudio, 7 pacientes adultos en paro cardiorrespiratorio extrahospitalario no traumático fueron intubados y ventilados mecánicamente con volumen corriente de 700 ml (10 ± 2 ml kg−1) a 12 min−1 con oxígeno a 100%. Las muestras de gases arteriales fueron analizadas después de 6 a 8 minutos de resucitación no exitosa y ventilación mecánica. La PaCO2 fue 5.2 ± 1.3 kPa y PaO2 promedio de 30.7 ± 17.2 kPa. Los pacientes con el mayor (14 ml kg−1) y menor (8ml kg−1) volumen corriente por kg tuvieron los valores mas bajos y los mas altos de PaCO2 de 2.6 y 6.8 kPa, respectivamente. El análisis de regresión linear confirmó una correlación significativa entre pCO2 y volumen corriente en ml/kg, r2 = 0.87. Concluimos que buscar una ventilación de 10 ml kg−1 de volumen corriente a una frecuencia de 12 min−1 puede esperarse que produzca normocapnia durante soporte vital avanzado.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos