Vitaminas e antioxidantes -
Esta página já teve 132.451.183 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.706 acessos diários
home | entre em contato
 

Vitaminas e antioxidantes

Vitamina E pode prevenir câncer de próstata, diz estudo

20/08/2004
 
 
Pimentões são boa fonte de vitamina E
Pimentões são ricos em vitamina E
A vitamina E pode prevenir o câncer de próstata, sugere um estudo do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos.

Os pesquisadores observaram cem homens com câncer de próstata e 200 que não tinham a doença e compararam as quantidades de vitamina E encontradas na corrente sanguínea de cada um deles, antes e depois de tomar suplementos.

O experimento revelou que os homens que tinham altos níveis de alfa tocoferol (forma natural da vitamina E) tinham 53% menos chances de desenvolver câncer de próstata.

A equipe do instituto americano também analisou os efeitos da gama tocoferol, outro tipo de vitamina E que representa apenas 20% da substância no sangue.

O gama tocoferol também reduziria os riscos de contrair a doença, mas em menor intensidade do que a alfa tocoferol, 39%.

Dieta saudável

Com base nessa observação, os especialistas concluíram que é melhor que os homens ingiram a vitamina diretamente de alimentos do que tomem suplementos.

As melhores fontes naturais de vitamina E são sementes de girassol, espinafre, amêndoas e pimentões.

Esses alimentos têm um tipo de alfa tocoferol facilmente absorvível.

O estudo foi apresentado durante o encontro anual da Associação Americana para Pesquisas sobre Câncer, em Orlando.

Tim Key, da instituição Cancer Research UK, concorda com os efeitos benéficos da vitamina E, mas disse que ainda é cedo para dizer que a substância reduz o risco de câncer de próstata.

"Alimentos naturalmente ricos em vitamina E como nozes, sementes, óleos vegetais e verduras podem ser recomendados como parte de uma dieta saudável, mas as provas existentes não são suficientes para defender o uso de suplementos de vitamina E para reduzir o risco de câncer de próstata."

Um outro estudo, feito na Universidade do Texas, vinculou a ingestão de vitamina E à prevenção do risco de câncer de bexiga.

O estudo consistiu em perguntar a mil pacientes o que eles comiam e estimar a quantidade dos dois tipos de vitamina E obtidos por meio de dieta e suplementos.

A conclusão foi que os que tinham uma dieta rica em vitamina E diminuíam em 42% as suas chances de contrair a doença. No caso dos que tinham uma dieta rica em vitamina E e tomavam suplementos, o risco baixava 44%.

No entanto, quando os dois tipos foram isolados, constatou-se que o gama tocoferol não oferecia nenhuma proteção contra o câncer de bexiga.

BBC Brasil


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos