AIDS / HIV -
Esta página já teve 132.494.023 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.701 acessos diários
home | entre em contato
 

AIDS / HIV

Status Imunológico Pré-Soroconversão Prediz a Taxa de Declínio de Linfócitos T CD4+ Após Infecção por HIV

19/10/2004
 



 

Pesquisadores publicaram, recentemente, no AIDS, um estudo em que procuraram verificar o efeito do status imunológico prévio à soroconversão da infecção por HIV sobre o declínio de linfócitos T CD4+ após a infecção por HIV.

 

Foi realizado um estudo de coorte prospectivo em que foram incluídos 51 pacientes usuários de drogas endovenosas, que, ao início do estudo, não possuíam o vírus da imunodeficiência adquirida  e que, posteriormente, apresentaram soroconversão para HIV. Células mononucleares de sangue periférico criopreservadas foram obtidas antes da soroconversão para HIV, e foram tipadas em células naive (CD45RO-CD27+), de memória (CD45RO+CD27+) e CD4 total, fração de divisão de células T CD4+Ki67+ em divisão e círculos de excisão de receptores de células T CD4+ (TREC). O efeito do status imunológico pré-soroconversão, definido por esses tipos celulares, sobre a taxa de declínio de linfócitos T CD4+ durante a infecção por HIV, foi avaliado através de regressão linear em avaliações repetidas.

 

Pacientes usuários de drogas injetáveis com baixa quantidade de TREC pré-soroconversão apresentaram perda de linfócitos T CD4+ em taxa significativamente mais rápida durante a infecção por HIV, comparados aos pacientes com alto conteúdo de TREC. Os indivíduos usuários de drogas endovenosas portadores de grande quantidade de linfócitos T CD4 total pré-soroconversão apresentaram declínio significativo de linfócitos T CD4+ nos primeiros três meses de infecção por HIV, mas suas contagens de linfócitos T CD4+_em sangue periférico permaneceram altas durante todo o período de infecção por HIV. Níveis intermediários de células T CD4+Ki67+ em divisão à pré-soroconversão associou-se ao declínio significante de células CD4+, comparados a níveis elevados de células divisionais. Pacientes com maiores freqüências de uso de drogas endovenosas no período pré-soroconversão apresentaram declínio mais lento da contagem de linfócitos T CD4+ que os pacientes com menor freqüência de uso de drogas injetáveis. Não houve correlação entre marcadores imunológicos pré-soroconversão e a duração ou intensidade do uso de drogas endovenosas no período pré-soroconversão.

 

Portanto, os pesquisadores concluíram que, em indivíduos usuários de drogas endovenosas, o status imunológico pré-soroconversão prediz a taxa de declínio da contagem de linfócitos T CD4+ após a infecção por HIV.

Pre-seroconversion immune status predicts the rate of CD4 t cell decline following HIV infection - AIDS; 2004; 18(14): 1885-1893

Risk factors for hepatic decompensation in patients with HIV/HCV coinfection and liver cirrhosis during interferon-based therapy.
AIDS. 18(13):21-25, September 3, 2004.
Mauss, Stefan; Valenti, William a; DePamphilis, Jean b; Duff, Frank b; Cupelli, Lisa b; Passe, Sharon b; Solsky, Jonathan b; Torriani, Francesca J c; Dieterich, Douglas d; Larrey, Dominique e

Abstract:
Objective: Hepatic decompensation was reported from two recent trials (APRICOT and RIBAVIC) assessing interferon (IFN)-based treatment of hepatitis C virus (HCV) in HIV/HCV-coinfected patients. This paper identifies risk factors associated with hepatic decompensation in APRICOT.

Methods: APRICOT is a randomized, partially-blinded, controlled trial comparing treatment with peg-IFN [alpha]-2a 180 [mu]g once weekly plus ribavirin/placebo 400 mg twice daily with IFN [alpha]-2a 3 million units three times weekly plus ribavirin 400 mg twice daily for 48 weeks in a total of 859 patients. Multiple logistic regression analysis was performed comparing the baseline characteristics of those cirrhotic patients who experienced decompensation with those of the other cirrhotic patients enrolled.

Results: Fourteen patients, all cirrhotic, experienced hepatic decompensation during the study. The incidence in the cirrhotic subgroup of the study was 10.4% (14/134). Six of the 14 patients died as a result of hepatic decompensation. The risk factors associated with hepatic decompensation were increased bilirubin, decreased haemoglobin, increased alkaline phosphatase or decreased platelets, and treatment with didanosine. Markers of viral replication, histological activity, cellular immune status or HCV-therapy, treatment with ribavirin and pegylated versus non-pegylated IFN were not associated with hepatic decompensation.

Conclusions: The results from APRICOT indicate that the overall risk of hepatic decompensation in HIV/HCV-coinfected patients without cirrhosis receiving IFN-based treatment is low. In contrast, patients with markers of advanced cirrhosis, despite the absence of a history of hepatic decompensation, should be monitored closely during IFN-based therapy, because they are at risk of hepatic decompensation. Treatment with antiretrovirals such as didanosine may increase the risk further.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos