-
Esta página já teve 132.434.806 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.708 acessos diários
home | entre em contato
 

Sono/Distúrbio do sono

Medida do Tempo Diário de Sono Permite Identificação de Pacientes em Risco para Hipertensão Arterial Sistêmica

25/12/2004
 



 

Pesquisadores publicaram, recentemente, no American Journal of Hypertension, um estudo em que procuraram determinar se escores em questionário que avalia tempo diário de sono (Epworth Sleepiness Scale [ESS]) estão associados à pressão arterial e poderiam ser utilizados para predizer hipertensão após cinco anos em pacientes idosos, saudáveis, não previamente diagnosticados como hipertensos.

 

Um grupo de 157 pacientes saudável, com idades entre 55 e 80 anos, foi submetido a exame médico extenso, uma série de testes psico-sociais e a duas medidas ambulatoriais de pressão arterial em 24 horas. Após cinco anos, os procedimentos foram repetidos em 133 (85%) pacientes. Variáveis psico-sociais e pressão arterial foram comparadas em indivíduos com escores elevados (igual ou superior a dez pontos) e escores baixos (menor que dez pontos) ao ESS.

 

Comparando-se a indivíduos com escores baixos ao ESS, pacientes que apresentaram escores elevados tiveram níveis elevados de pressão arterial durante o sono e casualmente durante a avaliação de 24 horas, bem como maiores níveis de pressão sistólica e maior variabilidade da pressão arterial diastólica durante o período em que estiveram acordados, e níveis repetidamente relatados de raiva, depressão, ansiedade e maior intensidade de sintomas psicológicos. Pacientes portadores de escores elevados ao ESS apresentaram maior tendência ao diagnóstico de hipertensão arterial sistêmica após cinco anos. Grupos de pacientes com escores elevados e baixos ao ESS não apresentaram diferenças estatisticamente significantes em relação às demais variáveis do estudo.

Relationship between daytime sleepiness and blood pressure in healthy older adults

Iris B. Goldsteina,*email address, Sonia Ancoli-Israelb, David Shapiroa

Received 9 January 2004; received in revised form 18 May 2004; accepted 18 May 2004

Search for articles: related articles | by these authors

Background

Some sleep disorders have been linked to hypertension, but few studies have examined the relationship between daytime sleepiness and blood pressure (BP). This study attempted to determine whether scores on a short questionnaire assessing daytime sleepiness (Epworth Sleepiness Scale [ESS]) were associated with BP and could be used to predict hypertension after 5 years in healthy older adults who had not previously been diagnosed with hypertension.

Methods

A group of 157 healthy men and women 55 to 80 years of age completed an extensive medical examination, a series of psychosocial tests, and two 24-h ambulatory BP sessions. After 5 years the procedures were repeated in 133 (85%) of the subjects. Psychosocial variables and BP were compared in subjects scoring high (score of ≥10) and low (<10) on the ESS.

Results

Compared to individuals with low ESS sores, those scoring high had increased casual and sleep BP as well as higher systolic BP levels and diastolic BP variability during waking hours, and reported higher levels of anger, depression, anxiety, and intensity of psychological symptoms as well as lower defensiveness. Individuals with high ESS scores were more likely to be diagnosed with hypertension 5 years later. Groups with high and low ESS scores did not differ significantly on any other variables.

Conclusions

The ESS, a simple measure of daytime sleepiness, identified individuals at risk for hypertension. Future studies should investigate the possibility that diagnosis and treatment of daytime sleepiness could aid in BP reduction and ultimately in decreased morbidity and mortality from cardiovascular disorders.

Article footnote

 This work was supported by National Institute of Aging research grants AG-11595 and AG-08415.

Affiliations

a Department of Psychiatry and Biobehavioral Sciences, University of California, Los Angeles, California

b Department of Psychiatry, University of California, San Diego and Veterans Affairs San Diego Healthcare System, San Diego, California

 

Portanto, os pesquisadores concluíram que a medida do tempo diário de sono permite identificação de pacientes em risco para desenvolvimento futuro de hipertensão arterial sistêmica.

Relationship between daytime sleepiness and blood pressure in healthy older adults - American Journal of Hypertension; 2004; 17(9): 787-792


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos