AIDS / HIV -
Esta página já teve 132.476.286 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.702 acessos diários
home | entre em contato
 

AIDS / HIV

Locais de Enfisema e Níveis de Glutationa no Lavado Broncoalveolar de Indivíduos Infectados pelo HIV

26/12/2004
 




Existe evidência de que indivíduos soropositivos para HIV podem apresentar risco aumentado para o desenvolvimento de enfisema pulmonar precoce. A infecção pelo HIV também está associada à deficiência de antioxidante sérico  e pulmonar e é portanto possível que o aumento do estresse oxidativo possa contribuir para a lesão do parênquima pulmonar que ocorre nos casos de HIV.

 

Em um artigo publicado recentemente na revista Chest, os autores determinaram a distribuição regional do enfisema e a distribuição regional de concentrações de glutationa (GSH) entre indivíduos com enfisema soropositivos para o HIV. Foi feita  a avaliação transversal de um estudo prospectivo longitudinal em um hospital universitário.

Foram selecionados para o estudo indivíduos soropositivos para o HIV sem complicações pulmonares associadas à AIDS, os quais participaram de um estudo descritivo de biologia pulmonar em HIV positivos. O escore do enfisema e a avaliação da distribuição do enfisema lobar foi realizado em 40 indivíduos sem enfisema. Onze destes participantes foram submetidos ao lavado broncoalveoloar (LBA) do lobo médio direito (LMD) e lobo superior direito (LSD) com medida da GSH do fluido epitelial (FE) em cada lobo.

Os escores médios do enfisema foram muito mais elevados nos lobos superiores comparados ao restante do pulmão. Os níveis médios de GSH foram significativamente maiores no LSD comparados com o LMD. As diferenças regionais estiveram presentes tanto nos fumantes quanto nos não fumantes.

Os autores concluíram que na infecção pelo HIV, o enfisema é mais proeminente e as concentrações pulmonares de GSH são maiores nos lobos superiores. Hipotetizou-se que o aumento da GSH pode representar uma resposta compensatória ao aumento do estresse oxidativo nos lobos superiores.

Regional Differences in Emphysema Scores and BAL Glutathione Levels in HIV-Infected Individuals - Chest – 2004; 126:1439-1442

Regional Differences in Emphysema Scores and BAL Glutathione Levels in HIV-Infected Individuals*

Philip T. Diaz, MD; Mark D. Wewers, MD; Mark King; Joyce Wade, MD; Judy Hart and Thomas L. Clanton, MD

* From the Division of Pulmonary and Critical Care Medicine (Drs. Diaz, Wewers, Wade, and Clanton, and Ms. Hart), Department of Internal Medicine, and Department of Radiology (Mr. King), The Ohio State University, Columbus, OH.

Correspondence to: Philip T. Diaz, MD, 201 Heart Lung Research Institute, 473 W. Twelfth Ave, Columbus, OH 43210; e-mail: diaz-1@medctr.osu.edu

Study objectives: Evidence exists that HIV-seropositive individuals may be at increased risk for the development of precocious pulmonary emphysema. HIV infection is also associated with antioxidant deficiency in both the serum and lungs, and it is therefore possible that increased oxidant stress may contribute to parenchymal lung injury occurring in the setting of HIV. We sought to determine the regional distribution of emphysema and regional distribution of glutathione (GSH) concentrations among HIV-seropositive subjects with emphysema.

Design: Cross-sectional evaluation of a prospective, longitudinal study.

Setting: University teaching hospital.

Subjects/measurements: HIV-seropositive subjects without AIDS-related pulmonary complications participating in a descriptive study of lung biology in HIV-seropositive individuals. Emphysema scoring and evaluation of emphysema lobar distribution was performed among 40 subjects with emphysema. Eleven subjects underwent BAL of the right middle lobe (RML) and right upper lobe (RUL) with measurement of epithelial lining fluid (ELF) GSH in each lobe.

Results: We found that the mean emphysema scores were much higher in the upper lobes compared to the rest of the lung. Mean GSH levels were significantly greater in the RUL compared to the RML. The regional differences were present in both smokers and nonsmokers.

Conclusions: We conclude that in the setting of HIV, emphysema is more prominent and lung GSH concentrations are higher in the upper lobes. We hypothesize that the increased GSH may represent a compensatory response to increased oxidant stress in the upper lobes.

Key Words: emphysema • glutathione • high-resolution chest CT • HIV • lung • oxidant stress



IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos