AIDS / HIV -
Esta página já teve 132.451.234 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.706 acessos diários
home | entre em contato
 

AIDS / HIV

Significância da Co-infecção pelo Vírus da Hepatite C com Níveis de Alanina Aminotransferase Persistentemente Normais em Pacientes Infectados pelo HIV

07/01/2005
 



 

Este estudo, recentemente publicado na revista HIV Medicine, teve como objetivo avaliar a prevalência da infecção crônica pelo vírus da hepatite C (HCV) com níveis de alanina aminotransferase (ALT) persistentemente normais em pacientes infectados pelo HIV-1, junto com suas características clínicas, biológicas e histológicas e fatores preditivos.

 

Foram estudados retrospectivamente todos os pacientes co-infectados com HCV/HIV tratados no Departamento de Doenças Infecciosas do Hospital Universitário de Saint-Antoine em Paris, França, cujos dados sobre a infecção tanto pelo HIV quanto HCV estivessem disponíveis. Foram comparados as características demográficas e os parâmetros da infecção pelo HIV e HCV entre os casos, definidos pelos níveis de ALT persistentemente normais (< 45IU/L) e RNA-HCV sérico detectável (determinado por PCR), e os controles com altos níveis de ALT e positividade de PCR para HCV durante os primeiros três meses.

 

Entre os 815 pacientes infectados pelo HIV avaliados neste estudo, 179 (22%) foram co-infectados pelo HCV, dos quais 155 foram elegíveis para esta análise. Destes 155 pacientes, 137 (88%) foram PCR-positivos para HCV, dos quais 39 (28,5%) tiveram níveis de ALT persistentemente normais (casos) e 98 (71,5%) tiveram altos níveis de ALT (controles). Em relação aos controles, os casos tiveram um escore de fibrose e uma taxa de progressão de fibrose significativamente menores (2,2 vs. 1,3; p = 0,004; 0,3 vs. 0,2; p = 0,006, respectivamente). Foram identificados três fatores associados com níveis de ALT persistentemente normais: negatividade para HBsAg (p = 0,003), genótipo-4 do HCV (p = 0,01) e sexo feminino (p = 0,05).

 

Os autores concluíram que os níveis de ALT persistentemente normais podem ser considerados como um marcador de baixa progressão da doença pelo HCV em pacientes co-infectados pelo HIV, com lesões hepáticas significativamente menos graves.

Significance of hepatitis C virus coinfection with persistently normal alanine aminotransferase levels in HIV-1-infected patients - HIV Medicine; 2004; 5 (5): 385.

HIV Medicine
Volume 5 Issue 5 Page 385  - September 2004
doi:10.1111/j.1468-1293.2004.00239.x
 
ORIGINAL RESEARCH
Significance of hepatitis C virus coinfection with persistently normal alanine aminotransferase levels in HIV-1-infected patients
, L Fonquernie1, L Serfaty2, A Charrois3, D Wendum4, B Lefebvre1, PM Girard1 and JL Meynard1

Objectives

To assess the prevalence of chronic hepatitis C virus (HCV) infection with persistently normal alanine aminotransferase (ALT) levels in HIV-1-infected patients, together with its clinical, biological and histological characteristics and predictive factors.

Methods

We retrospectively studied all HCV/HIV-coinfected patients treated in our Infectious Diseases Department, for whom data on both HIV and HCV infection were available. We compared the demographic characteristics and parameters of HIV and HCV infection between cases, defined by persistently normal ALT levels (<45 IU/L) and detectable serum HCV-RNA (determined by PCR), and controls with high ALT levels and HCV PCR positivity during the previous 3 years.

Results

Among the 815 HIV-infected patients assessed for this study, 179 (22%) were HCV-coinfected, of whom 155 were eligible for this analysis. Of these 155 HCV-coinfected patients, 137 (88%) were HCV-PCR-positive, of whom 39 (28.5%) had persistently normal ALT levels (cases) and 98 (71.5%) had high ALT levels (controls). Relative to controls, cases had a significantly lower fibrosis score and a lower fibrosis progression rate (2.2 vs. 1.3, P=0.004; 0.3 vs. 0.2, P=0.006, respectively). Three factors associated with persistently normal ALT levels were identified, namely: HBsAg negativity (P=0.003), HCV genotype 4 (P=0.01) and female sex (P=0.05).

Conclusion

Persistently normal ALT levels may be considered as a marker of slow HCV disease progression in HIV-coinfected patients, with significantly less severe hepatic lesions.

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos