AIDS / HIV -
Esta página já teve 132.508.250 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.703 acessos diários
home | entre em contato
 

AIDS / HIV

Identificado gene-chave no combate ao vírus HIV

09/01/2005
 
Vírus HIV
Mutações do vírus HIV dificultam busca de vacina contra a Aids
Cientistas americanos afirmam que identificaram um gene-chave que controla a resposta do organismo humano ao vírus HIV - o que pode ajudar na busca de uma vacina contra a Aids.

O estudo, realizado em conjunto pelas universidades de Oxford, KwaZulu-Natal e Harvard, também ajuda a explicar porque algumas pessoas aparentemente têm uma resistência natural ao vírus causador da Aids.

Os pesquisadores descobriram que o gene (chamado HLA-B) determina qual será a reação do corpo no combate a infecções - inclusive de HIV.

Foram estudadas amostras de sangue de centenas de mulheres infectadas com o vírus HIV na África do Sul, e constatou-se que a eficácia com que o sistema imunológico delas reagia à presença do vírus HIV dependia da versão do gene HLA-B elas tinham.

Segundo a agência de notícias Reuters, foram identificadas no estudo mais de 560 versões do gene HLA-B.

Moléculas

Philip Goulder, do Centro de Pesquisa de Aids do Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, disse à Reuters que ele e seus colegas no estudo conjunto fizeram tal descoberta ao concentrar sua pesquisa em nos genes HLA-A, HLA-B e HLA-C.

Esses genes produzem moléculas que ficam an superfície das células. Estas moléculas informam às células "T" do sistema imunológico quando novos vírus são produzidos dentro de uma célula infectada e alertam para a necessidade de destruí-los.

O estudo foi publicado na revista científica Nature.

Especialistas acreditam que está ocorrendo uma espécie de "corrida armamentista da evolução" entre o vírus HIV e o sistema imunológico humano.

O vírus sofre mutações rapidamente para neutralizar as defesas do sistema imunológico. Isto estaria levando a uma rápida evolução do sistema imunológico na medida em que variedades genéticas menos eficientes no combate à infecção desaparecem e variedades mais eficazes têm maior chance de sobrevivência.

Normalmente o processo de adaptação mútua levaria milhares de anos, mas a mais recente pesquisa sugere que no caso do HIV isto está acontecendo muito mais rapidamente.

Pandemia

Dados do programa mundial da ONU para a Aids (Unaids) indicam que cerca de 39,4 milhões de pessoas são portadoras do vírus.

Em 2004, cerca de 4,9 milhões foram infectadas com o vírus HIV e 3,1 milhões morreram em conseqüência da doença.

O continente mais afetado é a África. Nos países mais atingidos, um em cada três adultos é portador do vírus.

 

BBC Brasil


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos