Dor/Dores -
Esta página já teve 134.680.897 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.667 acessos diários
home | entre em contato
 

Dor/Dores

Avaliação Da Dor Do Recém-Nascido

09/01/2005
   
 

É difícil a avaliação da dor no RN porque não se aplicam instrumentos de avaliação ou respostas verbais. Por essa razão, a avaliação tem que ser feita através das alterações fisiológicas, metabólicas e de observações comportamentais. As alterações fisiológicas são: a taquicardia, bradicardia, apnéia, diminuição da oxigenação e hipo/hipertensão arterial.
Nas metabólicas surge um aumento da glicose, a libertação de endorfina, do glucagon e do hormônio do crescimento e há diminuição da secreção de insulina.
Nas alterações comportamentais observa-se choro alto e repentino e dificuldade para
dormir.

O choro associado à dor é mais intenso e persistente. A expressão facial é mais consistente e uma característica específica. Muitos RN respondem à dor com o aumento dos movimentos corporais no entanto pode ter muitas dores e estar quieto com olhos fechados. O comportamento dos prematuros pode estar amortecido ou ausente em resposta à dor. É indicada uma avaliação de enfermagem sempre que o RN tiver lesão tecidual. Existem escalas para avaliar a dor que utilizam valores numéricos para categorias como movimentos, expressão facial, choro, sinais vitais e estado de vigília. É necessário mais pesquisas para viabilizar estas escalas para confiabilidade no apoio do seu uso clinico.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos