Dor/Dores -
Esta página já teve 134.680.927 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.667 acessos diários
home | entre em contato
 

Dor/Dores

Dor: quinto sinal vital - diagnóstico e tratamento

14/01/2005
Dor: quinto sinal vital - diagnóstico e tratamento da dor contribuem para a qualidade do atendimento no INCA

A dor mal controlada é responsável por 70% dos atendimentos nos setores de emergência do Instituto Nacional de Câncer - INCA. É isto que mostra pesquisa realizada pela equipe de enfermagem do Instituto. O percentual expressivo fez com que a dor fosse incluída como o quinto sinal vital, dentro do quadro de Escala de Sinais Vitais, usado no tratamento dos pacientes, que já inclui a pressão arterial, temperatura, a respiração e o pulso.

A dor será medida periodicamente numa escala que vai de zero a dez. De acordo com a sub-chefe da Clínica da Dor do INCA, Fabiola Moreno, "cerca de 90% dos pacientes com câncer podem sentir dor em algum momento da doença e muitos deles sofrem há tempos com ela. Muitos acreditam que é normal sentir dor, mas não é. Criamos essa escala com a finalidade de descobrir o real motivo da dor, diminuí-la ou até mesmo exterminá-la", afirma a sub-chefe.

A Clínica da Dor é composta por uma equipe multidisciplinar que inclui dentistas, terapeutas ocupacionais, psicomotricista, enfermeira, fisioterapeutas, entre outros. Segundo a chefe da Clínica, Flávia Claro, uma vez avaliada a causa, fica mais fácil tratá-la com o especialista indicado. "Em uma criança, por exemplo, é comum identificarmos o fator afetivo como causador principal da dor. Neste caso, indicamos o psicólogo como o profissional mais adequado para realizar o trabalho junto ao paciente".

Apenas os pacientes matriculados no INCA podem ser atendidos pela Clínica da Dor que funciona, diariamente, nos ambulatórios e enfermarias das unidades hospitalares do Instituto. "Vale lembrar que a dor pode ser observada até mesmo durante a fase de recepção do paciente. Uma vez confirmada como dor crônica (presente a mais de três meses), o paciente deve ser encaminhado pelos médicos ou enfermeiros até a Clínica da Dor e lá ser avaliado e medicado", complementa Flávia Claro.

Mais informações:
Divisão de Comunicação Social
Instituto Nacional de Câncer
Tel.: (21) 2506-6103 / 2506-6108
imprensa@inca.gov.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos