gastronomia -
Esta página já teve 134.542.572 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.673 acessos diários
home | entre em contato
 

gastronomia

Queijos e a França

04/02/2005

 

 

Se você for convidado para jantar na casa de um francês, não ouse levantar da mesa sem degustar os queijos.
O plateau des fromages (bandeja de queijos), servido orgulhosamente junto com a sobremesa ou depois dela, faz arte da refeição. Assim como a Torre Eiffel ou a Notre-Dame, o produto se tornou um símbolo da França. O que aqui pode parecer sinônimo de status e sofisticação, por lá está nos costumes do dia-a-dia. E não é para menos. A variedade impressiona, com quase 400 tipos.
O país é o primeiro no mundo em consumo: 20 quilos por pessoa ao ano. Noventa e seis por cento dos franceses têm o hábito de comer queijo. Portanto, um bom roteiro turístico pelo país certamente inclui conhecer as especialidades da região, com as histórias de cada um deles.
A Normandia é o berço do mais famoso. Foi na cidade de Camembert que a camponesa Marie Harel criou a célebre iguaria, em 1790. Meio século depois, surgiu a embalagem redonda, e o queijo de leite de vaca, pasta mole e casca aveludada conquistou o mundo.
Até 1983, ano em que recebeu sua Denominação de Origem, era um dos queijos mais copiados do mundo. Para os mais curiosos, vale a visita ao Museu do Camembert, na vizinha Vimoutiers. Mais interessantes são as lendas que cercam a origem do roquefort. Um pastor teria esquecido um pedaço de queijo de leite de ovelha com pão dentro de uma gruta após um lanche. Algumas semanas depois, encontrou um sanduíche mofado e percebeu que o queijo havia adquirido ótimo gosto.
A partir daquela descoberta, os pastores passaram a deixar queijos frescos na gruta, e até hoje o Roquefort é feito dessa maneira. A constituição peculiar é formada somente nas cavernas ou grutas calcárias de Roquefort-sur-Soulzon, nas Cordilheiras de Combalou, onde ficam amadurecendo por cerca de três meses.
Há ainda o brie, o reblochon, o chèvre, o emmental, o comté, o cantal ,,, Impossível citar todos, e essa variação é justamente um dos princiapais atrativos do queijo francês.
Portanto, conforme a estação e a região, experimente todos. Bom appétit!

Viagem Coleção Europa de A a Z – França de A a Z -


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos