-
Esta página já teve 133.104.541 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.663 acessos diários
home | entre em contato
 

Pneumologia/Pulmão

Ingesta de Arsênio, Tabagismo e Risco de Câncer de Pulmão

11/02/2005
 

O arsênio tem sido documentado como um carcinógeno pulmonar em humanos em apenas poucos estudos de seguimento, os quais são limitados por um pequeno número de casos ou pela falta de informação sobre tabagismo.

 

Em um artigo publicado recentemente na revista JAMA, os autores elucidaram a associação dose-resposta entre a ingesta de arsênio e câncer de pulmão bem como avaliaram o efeito do cigarro sobre a associação arsênio-câncer de pulmão.

 

Um total de 2503 residentes de áreas endêmicas de arseníase do sudeste de Taiwan e 8088 residentes do nordeste desta região foram seguidos por um período médio de oito anos. A informação sobre a exposição ao arsênio, tabagismo e outros fatores de risco foi coletada do registro de um questionário padronizado aplicado na entrevista. A incidência de câncer de pulmão foi verificada através da associação com os perfis do registro nacional de câncer em Taiwan (entre janeiro de 1985 e dezembro de 2000). O efeito aditivo do arsênio e cigarro foi estimado pela fração etiológica e índice de sinergia.

 

Houve 139 novos casos de câncer de pulmão diagnosticados durante o período de acompanhamento de  83.783  pessoas-ano. Após o ajuste para tabagismo e outros fatores de risco, houve uma tendência monotônica de risco de câncer de pulmão pelo nível de arsênio na água potável de menos de 10 a 700 µg/L ou mais (P<.001).  O risco relativo foi de 3.29 (95% de intervalo de confiança, 1.60-6.78) para o mais alto nível de arsênio comparado com o mais baixo nível.  A fração etiológica de câncer de pulmão atribuível à exposição aditiva de arsênio e cigarro variou de 32% a 55%. Os índices de sinergia variaram de 1.62 a 2.52, indicando um efeito sinergístico de ingesta de arsênio e cigarro sobre o câncer de pulmão.

 

Os autores concluíram que houve uma significante tendência dose-resposta de ingesta de arsênio sobre o risco de câncer de pulmão, a qual foi mais evidente entre os tabagistas. De acordo com os autores,  a avaliação do risco de câncer de pulmão induzida pela ingesta de arsênio deveria levar em consideração o tabagismo.

Ingested Arsenic, Cigarette Smoking, and Lung Cancer Risk - JAMA – 2004; 292:2984-2990

Ingested Arsenic, Cigarette Smoking, and Lung Cancer Risk

A Follow-up Study in Arseniasis-Endemic Areas in Taiwan

Chi-Ling Chen, PhD; Lin-I Hsu, PhD; Hung-Yi Chiou, PhD; Yu-Mei Hsueh, PhD; Shu-Yuan Chen, PhD; Meei-Maan Wu, PhD; Chien-Jen Chen, ScD; for the Blackfoot Disease Study Group

JAMA. 2004;292:2984-2990.

Context  Arsenic has been documented as a lung carcinogen in humans in only a few follow-up studies, which were limited by a small number of cases or the lack of information on cigarette smoking.

Objectives  To elucidate the dose-response relationship between ingested arsenic and lung cancer and to assess the effect of cigarette smoking on the arsenic–lung cancer association.

Design, Setting, and Participants  A total of 2503 residents in southwestern and 8088 in northeastern arseniasis-endemic areas in Taiwan were followed up for an average period of 8 years. Information on arsenic exposure, cigarette smoking, and other risk factors was collected at enrollment through standardized questionnaire interview.

Main Outcome Measures  The incidence of lung cancer was ascertained through linkage with national cancer registry profiles in Taiwan (January 1985-December 2000). The joint effect of arsenic and cigarette smoking was estimated by both etiologic fraction and synergy index.

Results  There were 139 newly diagnosed lung cancer cases during a follow-up period of 83 783 person-years. After adjustment for cigarette smoking and other risk factors, there was a monotonic trend of lung cancer risk by arsenic level in drinking water of less than 10 to 700 µg/L or more (P<.001). The relative risk was 3.29 (95% confidence interval, 1.60-6.78) for the highest arsenic level compared with the lowest. The etiologic fraction of lung cancer attributable to the joint exposure of ingested arsenic and cigarette smoking ranged from 32% to 55%. The synergy indices ranged from 1.62 to 2.52, indicating a synergistic effect of ingested arsenic and cigarette smoking on lung cancer.

Conclusions  There was a significant dose-response trend of ingested arsenic on lung cancer risk, which was more prominent among cigarette smokers. The risk assessment of lung cancer induced by ingested arsenic should take cigarette smoking into consideration.


Author Affiliations: Graduate Institute of Epidemiology, College of Public Health, National Taiwan University (Drs C.-L. Chen, Hsu, and C.-J. Chen), School of Public Health, Taipei Medical University (Drs Chiou, Hsueh, and Wu), and Division of Biostatistics and Bioinformatics, National Health Research Institute (Dr S.-Y. Chen), Taipei, Taiwan.



IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos