-
Esta página já teve 133.111.557 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.664 acessos diários
home | entre em contato
 

Pneumologia/Pulmão

Reabilitação Pulmonar da Comunidade após Hospitalização por Exacerbações Agudas da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

17/02/2005
Reabilitação Pulmonar da Comunidade após Hospitalização por Exacerbações Agudas da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica: Estudo Controlado Randomizado


 

Pesquisadores de Londres realizaram um estudo, recentemente publicado no British Medical Journal, com o objetivo de avaliar os efeitos de um programa de reabilitação pulmonar precoce baseado na comunidade após hospitalização por exacerbações agudas da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

 

Este estudo controlado randomizado de centro único foi realizado em um hospital secundário e terciário de uma cidade do interior em Londres. Foram admitidos 42 pacientes com uma exacerbação aguda de DPOC. Um programa de reabilitação pulmonar de oito semanas para pacientes não internados começou dentro de dez dias da alta hospitalar ou cuidado usual. Foram medidos em três meses após a alta hospitalar a distância percorrida de ida e volta incrementada, o estado de saúde específico da doença (questionário respiratório de St George - SGRQ; questionário respiratório crônico -CRQ) e o estado de saúde geral (questionário SF-36 - medical outcomes short form 36 questionnaire).

 

A reabilitação pulmonar precoce, em comparação com o cuidado usual, conduziu a melhoras significativas na distância mediana percorrida de ida e volta incrementada (60 metros; intervalo de confiança de 95%: 26,6 metros a 93,4 metros; p = 0,0002), no escore total médio do SGRQ (-12,7; -5,0 a -20,3; p = 0,002), em todos os quatro domínios do CRQ (dispnéia 5,5; 2,0 a 9,0; p = 0,003; fadiga 5,3; 1,9 a 8,8; p = 0,004; função emocional 8,7; 2,4 a 15,0; p = 0,008 e compreensão da doença 7,5; 4,2 a 10,7; p < 0,001) e no escore do componente mental do SF-36 (20,1; 3,3 a 36,8; p = 0,02). As melhoras no escore do componente físico de SF-36 não alcançaram significância (10,6; -0,3 a 21,6; p = 0,057).

 

Os autores concluíram que a reabilitação pulmonar precoce após admissão no hospital por exacerbações agudas de DPOC é segura e conduz a melhoras estatisticamente e clinicamente significativas na capacidade de exercício e estado de saúde em três meses.

Community pulmonary rehabilitation after hospitalisation for acute exacerbations of chronic obstructive pulmonary disease: randomised controlled study - British Medical Journal; 2004; 329: 1209.

Community pulmonary rehabilitation after hospitalisation for acute exacerbations of chronic obstructive pulmonary disease: randomised controlled study

William D-C Man, MRC clinical research fellow1, Michael I Polkey, consultant physician in respiratory medicine3, Nora Donaldson, senior lecturer in statistics2, Barry J Gray, consultant physician in respiratory medicine2, John Moxham, professor of respiratory medicine1

1 Respiratory Muscle Laboratory, Guy's, King's, and St Thomas' School of Medicine, King's College Hospital, London SE5 9PJ, 2 King's College Hospital, London SE5 9RS, 3 Royal Brompton Hospital, London SW3 6NP

Correspondence to: W D-C Man william.man@kcl.ac.uk

Objective To evaluate the effects of an early community based pulmonary rehabilitation programme after hospitalisation for acute exacerbations of chronic obstructive pulmonary disease (COPD).

Design A single centre, randomised controlled trial.

Setting An inner city, secondary and tertiary care hospital in London.

Participants 42 patients admitted with an acute exacerbation of COPD.

Intervention An eight week, pulmonary rehabilitation programme for outpatients, started within 10 days of hospital discharge, or usual care.

Main outcome measures Incremental shuttle walk distance, disease specific health status (St George's respiratory questionnaire, SGRQ; chronic respiratory questionnaire, CRQ) and generic health status (medical outcomes short form 36 questionnaire, SF-36) at three months after hospital discharge.

Results Early pulmonary rehabilitation, compared with usual care, led to significant improvements in median incremental shuttle walk distance (60 metres, 95% confidence interval 26.6 metres to 93.4 metres, P = 0.0002), mean SGRQ total score (-12.7, -5.0 to -20.3, P = 0.002), all four domains of the CRQ (dyspnoea 5.5, 2.0 to 9.0, P = 0.003; fatigue 5.3, 1.9 to 8.8, P = 0.004; emotion 8.7, 2.4 to 15.0, P = 0.008; and mastery 7.5, 4.2 to 10.7, P < 0.001) and the mental component score of the SF-36 (20.1, 3.3 to 36.8, P = 0.02). Improvements in the physical component score of the SF-36 did not reach significance (10.6, -0.3 to 21.6, P = 0.057).

Conclusion Early pulmonary rehabilitation after admission to hospital for acute exacerbations of COPD is safe and leads to statistically and clinically significant improvements in exercise capacity and health status at three months.



IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos