-
Esta página já teve 133.160.298 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.659 acessos diários
home | entre em contato
 

Cirurgia Plástica

Lipoaspiração ou lipoescultura

04/03/2005

As opiniões de outros especialistas podem diferir um pouco, mas no geral há certa unanimidade, pois estão baseadas em preceitos ditados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica que se constitui em uma importante fonte de informações deste texto.

 

 

 

Indicação: A lipoaspiração está indicada quando existe acúmulo de gordura localizada, e uma boa qualidade da pele, onde a retração cutânea pós-operatória poderá ser suficiente para evitar flacidez residual. Pode proporcionar uma redefinição do contorno corporal tornando-o mais harmônico, retirando os excessos e completando as depressões ou faltas de regiões que necessitam um aumento de volume através da injeção da mesma gordura retirada sob condições assépticas (lipoescultura). É impossível se prever o percentual de permanência dessa gordura; entretanto, são dedicados cuidados especiais no tratamento da mesma, a fim de propiciar maior possibilidade de sucesso.

Sendo uma cirurgia que retira determinada quantidade de gordura, evidentemente haverá uma redução no peso, que varia de acordo com o volume corporal de cada paciente. Não são, entretanto, os “quilos” retirados que definirão o resultado estético, mas sim as proporções que cada área determinada mantenha com o restante do tronco e os membros.

 

Antes da Cirurgia: Avisar se apresentar gripe, indisposição ou quaisquer outras intercorrências por ocasião da data da cirurgia.

Não beber e não tomar medicamentos por uma semana antes da cirurgia a não ser os prescritos pelo médico. Não tomar antiinflamatórios por no mínimo 15 dias antes da cirurgia.

Internar-se no hospital determinado no mínimo uma hora antes do horário previsto, em jejum absoluto de 8 horas (não ingerir nem água) e portando os exames pré-operatórios. Programe-se de forma a não se tornar indispensável de afazeres pessoais por aproximadamente sete dias. 

Risco de Complicações: A lipoaspiração é uma das cirurgias estéticas mais realizadas em todo o mundo. Apesar de parecer mais simples por deixar cicatrizes muito pequenas que tendem a se tornar imperceptíveis com o tempo, é uma cirurgia que deve ser realizada por cirurgiões. Os cirurgiões filiados à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica realizam a lipoaspiração após completarem dois anos de residência em Cirurgia Geral e mais três anos de residência em Cirurgia Plástica, com constantes avaliações de aproveitamento teórico e habilidade cirúrgica.

Raramente a lipoaspiração traz sérias complicações, desde que realizada dentro de critérios técnicos. Isto se deve ao fato de se preparar convenientemente cada paciente para o ato operatório, além de ponderarmos sobre a conveniência de associação desta cirurgia simultaneamente a outras. O perigo não é maior nem menor que qualquer outra cirurgia eletiva, ou mesmo uma viagem de avião ou de automóvel, e até o simples atravessar de uma rua. Entretanto, é importante levar em conta, que grandes volumes retirados poderão determinar riscos, tanto no ato operatório quanto no pós-operatório. É consenso, na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e de acordo com o Conselho Federal de Medicina o volume total aspirado não deverá ultrapassar 5 a 7 % do peso do (a) paciente, ou ainda ultrapassar a extensão máxima de 40% da área corporal total, proporcionando assim o melhor resultado dentro dos limites de segurança à saúde do paciente. 

Anestesia: Anestesia geral, peri-dural ou local assistida a critério do cirurgião e do anestesista, de acordo com o exame físico, psicológico e laboratorial do paciente.

 

Duração da Cirurgia: Duração da cirurgia de 1 a 2 horas dependendo do volume e da região aspirada.

Cicatrizes: As cicatrizes resultantes de  uma lipoescultura ou lipoaspiração são mínimas, localizadas em diversas partes do corpo, de modo a permitir acesso às áreas a serem operadas.  Seu tamanho varia entre 3 a 8 milímetros e são  planejadas para ficar pouco visíveis tomando-se o cuidado para serem colocadas em lugares menos visíveis como dobras de pele sabendo-se que com o tempo tornam-se discretas e praticamente imperceptíveis.

Pós-operatório: Nos primeiros dias após a cirurgia é observado um certo inchaço que pode ser acompanhado na maioria dos casos de manchas arroxeadas (hematomas), que regredirão gradativamente tornando-se menos evidentes após um mês. Lembre-se que nenhum resultado deverá ser considerado como definitivo antes dos seis aos nove meses. Condutas complementares com esteticistas ou fisioterapeutas, poderão melhorar bastante o resultado final e serão orientadas no período pós-operatório.

Provavelmente você estará se sentindo tão bem, a ponto de esquecer-se que foi operada recentemente. Cuidado! A euforia poderá levá-lo (a) a um esforço inoportuno, o que determinará certos transtornos. Vale ressaltar que entre o 3o. e o 5o. dia pós-operatório, poderá haver uma discreta depressão emocional ou mesmo física.  Isto é previsto e explicável pela recuperação do seu organismo, em prol da sua fisiologia corporal.

Aguarde para fazer sua “dieta ou regime de emagrecimento”, após a liberação médica. A antecipação desta conduta por conta própria, poderá determinar conseqüências difíceis a serem sanadas.

 O pós-operatório da lipoaspiração é doloroso? Caso o desconforto pós-cirúrgico seja pronunciado, medicações convencionais prescritas pelo seu médico, serão suficientes para resolver o problema.

 

Nova gravidez: Poderei ter filhos futuramente? O resultado não ficará prejudicado?

O resultado poderá ser preservado, desde que na nova gestação seu peso seja controlado.

Se você voltar ao seu peso anterior e sua pele não apresentar flacidez e estrias decorrentes

da gravidez, as formas obtidas serão mantidas. Você deve lembrar, entretanto, que o

corpo da mulher sofre variações da forma com o decorrer do tempo, devido à disposição

da gordura nas diversas áreas corporais, principalmente no abdome, culotes e coxas. 

Assim é que, a cada cinco ou 10 anos, a disposição da gordura no corpo muda de pessoa

para pessoa.  Mesmo assim, aqueles excessos retirados nas áreas devidas, sempre lhe

proporcionarão uma melhor evolução, mesmo que venha a ganhar certo peso.

 

Este texto trata-se de uma introdução sobre o tema não pretendendo esgotar suas dúvidas. Caso queira se aprofundar mais no tema procure o seu médico de confiança ou, se preferir, entre em contato com o e-mail:   Este texto trata-se de uma introdução sobre o tema não pretendendo esgotar suas dúvidas. Caso queira se aprofundar mais no tema procure o seu médico de confiança ou, se preferir, entre em contato com o e-mail elodiaavila@uol.com.br e terei grande prazer em procurar esclarecer suas dúvidas.

 

Dra. Elódia Ávila


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos