-
Esta página já teve 132.445.201 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.705 acessos diários
home | entre em contato
 

Genética/Clonagem/Terapia gênica

Câncer e os genes

26/03/2005

 

O que é Câncer?

O câncer é o crescimento desordenado de um determinado tecido ou célula de nosso organismo (tumor), podendo se manifestar de várias formas, dependendo do órgão afetado pela doença. As células acometidas pelo câncer têm a capacidade de sair do lugar de origem e se alastrar para outras regiões do corpo - processo conhecido como "metástase".

Genes e o surgimento do câncer

As células que constituem os animais são formadas por três partes:

  • Membrana celular: a parte mais externa da célula.
  • Citoplasma: constitui o corpo da célula.
  • Núcleo: contém os cromossomos que, por sua vez, são compostos de genes.

O que são genes?

Os genes são arquivos que guardam e fornecem instruções para a organização das estruturas, formas e atividades das células no organismo. Toda a informação genética encontra-se inscrita nos genes, numa "memória química" - o ácido desoxirribonucleico (DNA). É através do DNA que os cromossomos passam as informações para o funcionamento da célula.

O que ocorre quando o funcionamento normal da célula é acometido?

Uma célula normal pode sofrer alterações no DNA dos genes, esse processo é chamado de "mutação genética".

A partir daí, as células, cujo material genético foi alterado, passam a receber instruções erradas para as suas atividades.

As alterações podem ocorrer em genes especiais, denominados proto-oncogenes. A princípio, eles são inativos em células normais, porém, quando ativados, transformam-se em oncogenes, os quais são responsáveis pela malignização das células normais, acarretando em células cancerosas.

O que ocorre no processo de malignização?

Dividindo-se rapidamente, estas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores (acúmulo de células cancerosas) ou neoplasias malignas. Por outro lado, um tumor benigno significa simplesmente uma massa localizada de células que se multiplicam vagarosamente e se assemelham ao seu tecido original, constituindo, raramente, um risco de vida.

Por que existem diferentes tipos de câncer?

Os diferentes tipos de câncer correspondem aos vários tipos de células do corpo. Por exemplo, existem diversos tipos de câncer de pele porque esta é formada por mais de um tipo de célula, entre eles:

  • Carcinoma: quando o câncer tem início em tecidos epiteliais como pele ou mucosas.
  • Sarcoma: quando a origem do câncer está em tecidos conjuntivos como osso, músculo ou cartilagem.

Observação: Além disso, existem outras características que diferenciam os diversos tipos de câncer entre si, tais como: velocidade de multiplicação das células e capacidade de invadir tecidos e órgãos vizinhos ou distantes (metástases).

A defesa do organismo

Certamente, o sistema imunológico desempenha um importante papel no mecanismo de defesa do organismo. No decorrer da vida, são produzidas células alteradas, mas o mecanismo de defesa do ser humano, em alguns casos, possibilita a interrupção desse processo. Alguns mecanismos, como a capacidade de reparo do DNA danificado por agentes cancerígenos, próprios do organismo, são, na maioria das vezes, geneticamente pré-determinados, variando de uma pessoa para outra. Isso explica o fato da existência de vários casos de câncer numa mesma família, ou o fato de um fumante não desenvolver câncer de pulmão.

 Dra. Elisabete Almeida - drabetty@lincx.com.br

LINCX


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos