Geriatria/Gerontologia/Idoso - O homem e a parceira na terceira idade
Esta página já teve 133.162.513 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.660 acessos diários
home | entre em contato
 

Geriatria/Gerontologia/Idoso

O homem e a parceira na terceira idade

26/03/2005

Tão desinformada quanto o homem, a mulher, da mesma maneira, costuma interpretar mal essas mudanças naturais do comportamento sexual masculino. É comum elas pensarem que seus parceiros não as acham mais atraentes ou excitantes, ou que eles não estão mais interessados em sexo como estavam antes. Em vista disso, elas precisam ser esclarecidas. Muitas mulheres, na ausência de uma ereção rápida e firme do seu parceiro, preferem não tocar no pênis, gerando com essa conduta uma falta de estímulo físico importante para provocar uma ereção. A resposta, certamente, será de frustração e desapontamento. E poderá se fechar, dessa forma, o círculo inconveniente da falha sexual masculina:

falta de estímulo + ansiedade face à ausência de ereção= oportunidade de prazer perdida; lembrança constante do fracasso, reforçada pela ansiedade do mau desempenho sexual= profecia de fracasso concretizada.

Objetivando que tal cadeia de fenômenos desapontadores não se realize, a nossa sugestão aqui não é apenas que a parceira pratique o toque no pênis, mas sim, em paralelo, exaltar uma valorização maior das atitudes preliminares do ato sexual propriamente. Quer dizer, por em prática os jogos amorosos preliminares, e sem preocupação excessiva quanto à resposta de ereção é de grande valia. Acreditar que sexo só pode ser bom com uma ereção muito rígida, sendo essa a única maneira certa, é abdicar da plasticidade do prazer sexual. De sorte que uma boa ereção só deverá ocorrer quando o conceito de relação sexual como sendo apenas coito for reformulado pelo casal. Dentro desse contexto, assim como o homem associa ejaculação a orgasmo e orgasmo a prazer intenso, não é pouco o número de mulheres que se frustram quando o homem não consegue ejacular. Mas isso não significa que a relação não possa ser prazerosa e muito boa. É extremamente importante a mulher passar a entender essas mudanças fisiológicas que ocorrem com o parceiro já idoso, evitando cobranças desnecessárias e infundadas.

 

LINCX


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos