-
Esta página já teve 132.437.229 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.708 acessos diários
home | entre em contato
 

Notícias da Dra. Shirley

Açaí infectou 26 com mal de Chagas no AP

04/04/2005

A Secretaria da Saúde do Amapá confirmou ontem que 29 pessoas contraíram a doença de Chagas neste ano no Estado. Vinte e seis foram contaminadas após a ingestão de suco de açaí.

Segundo Clóvis Omar Sá Miranda, chefe da Divisão de Epidemiologia, as 26 pessoas beberam o suco e foram infectadas no início de janeiro, no bairro Igarapé da Fortaleza, periferia de Macapá.

Ele afirma que todas ingeriram o alimento em um único estabelecimento, que possui a máquina para amassar a fruta.

Assim como no surto de Santa Catarina, o barbeiro, transmissor da doença, não foi encontrado. Para Miranda, o mais provável é que o percevejo ou suas fezes tenham sido macerados com o açaí. "A manipulação não é muito correta. A atividade não tem uma legislação específica", afirma.

A contaminação, nesses casos, pode ser evitada com ações de higiene, como a lavagem da fruta, e a conservação adequada do produto, com a instalação de tela para protegê-lo do contato com animais transmissores, por exemplo.

Como a fruta tem a cor preta, o animal ou seus excrementos podem tê-la contaminado na colheita sem serem notados.

Outros três casos (pai, mãe e filho) foram confirmados em fevereiro, no bairro Marabaixo. Exames indicaram presença do protozoário Trypanosoma cruzi (que causa o mal) no sangue deles.

Segundo Miranda, eles não ingeriram suco de açaí nem apresentaram sinais de picada do animal. "Provavelmente foi contaminação alimentar." Outras quatro pessoas aguardam a confirmação do exame no Amapá para saber se estão com a infecção.

O açaí é uma das bases da alimentação local. Segundo Miranda, apesar de acidental, a contaminação é comum. "Sempre ocorrem uns dois casos por aqui. Teve ano em que tivemos 11."

Esses casos são "acidentais" e não têm a ver com o histórico do mal de Chagas no país, disse, anteontem, o secretário nacional de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa. "A doença está quase eliminada. Não dá para configurar nem de longe como um problema de saúde pública", disse. "Estamos falando de uma doença que já teve 100 mil casos por ano, nos anos 70, e hoje gera 100 por ano."

Paraná

A Secretaria da Saúde do Paraná confirmou ontem mais quatro pessoas com mal de Chagas contaminadas com caldo de cana em Santa Catarina, todas tratadas em Curitiba. São uma mulher de 23 anos e uma menina, paranaenses, e um casal de namorados que mora em Piçarras, litoral catarinense.

Há mais dois casos detectados em testes de sangue ontem, mas de portadores crônicos da doença, não infectadas pelo caldo.

Folha de São Paulo, 31/03/05


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos