- Estado publica norma sobre armazenamento de peixe cru
Esta página já teve 132.460.955 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.704 acessos diários
home | entre em contato
 

Notícias da Dra. Shirley

Estado publica norma sobre armazenamento de peixe cru

07/04/2005


O Centro de Vigilância Sanitária (CVE) da secretaria estadual de Saúde publica nesta quarta-feira norma técnica recomendando aos restaurantes e fornecedores de peixe cru que congelem o produto durante pelo menos 24 horas a uma temperatura de 18 graus negativos. A medida vai tentar conter um surto de verminose que atinge a capital. A doença é a difilobotríase, transmitida pelo parasita Diphyllobothrium spp por meio do alimento.

De março de 2004 a março de 2005, o estado registrou 28 casos da doença, 18 deles no primeiro trimestre deste ano. Até então, o Brasil não havia notificado nenhuma ocorrência da infecção dentro do país.

- Embora seja um surto, não é preciso alarde. Não podemos negligenciar o problema, mas a verminose não causa doença grave - afirma Carlos Magno Fortaleza, diretor do CVE.

Ele acredita que o surto tenha acontecido pela importação de peixe contaminado, principalmente salmão, atum e robalo, de países da América do Sul. O parasita só é destruído quando o alimento é bem cozido ou fica congelado durante pelo menos um dia. A doença causa forte desconforto intestinal, diarréia, flatulência, perda de peso e, em alguns casos, anemia provocada pela perda de vitamina B12.
 
Fonte: Plantão O Globo On Line
 
6/4/2005


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos