Oftalmologia/Olhos -
Esta página já teve 132.434.801 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.708 acessos diários
home | entre em contato
 

Oftalmologia/Olhos

Nova patologia entre os usuários de PC

21/04/2005
IDG Now! com a colaboração de Edson Soares
 
Não é difícil hoje em dia passar mais de duas horas em frente ao computador. O uso da informática é cada vez mais comum, seja no ambiente de trabalho ou doméstico. Este hábito tem exigindo cada vez mais dos olhos humanos, gerando consequências como a  Síndrome do Usuário de Computador ou CVS (Computer Vision Syndrome).

 
A síndrome, também conhecida como fadiga visual, atinge entre 70 e 90 % dos usuários de informática. Os sintomas são dor de cabeça, olhos vermelhos, lacrimejamento em excesso ou olho seco, sonolência e vista cansada.

 
O oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, finalizou uma pesquisa recentemente em que foram acompanhados 2 mil pacientes que usam o computador de 12 a 14 horas por dia. O resultado mostra uma relação direta entre o mau uso do PC e o aumento da cefaléia, olho seco e até da miopia entre crianças.

 
Segundo o especialista, quando usamos o micro movimentamos pouco o globo ocular e piscamos, em média, cinco vezes menos que o normal. Isso prejudica a troca do filme lacrimal, uma película responsável pela umidade na superfície do globo ocular. A situação piora para usuários de lentes de contato, que é hidrofílica. "É como se ela bebesse água do olho", explica Queiroz. Os ambientes refrigerados também agravam o ressecamento.

 
Outro fator importante são as 16,7 milhões de cores geradas pelo monitor de vídeo, que sobrecarregam a musculatura responsável por regular a entrada de luz até a retina. As imagens em pixels exigem ajuste de foco milhares de vezes por dia.

 
Também se relacionam a esse fato a iluminação do ambiente e a posição do monitor. Ambientes excessivamente claros que geram reflexos e o monitor em uma posição muito alta exigem mais da visão do usuário.

 
Os tratamentos variam conforme o caso e os sintomas. Os problemas mais comuns são a miopia transitória em crianças e a presbiopia, ou vista cansada, nos adultos, principalmente acima dos 40 anos.

 
Fátima Soares, 44, fica em frente ao computador de 4 a 5 horas por dia usando programas de mensagem instantânea e de multimídia. "Não tem jeito, o olho logo começa arder" afirma a secretária que já sofria de miopia e passou a apresentar os sintomas da fadiga visual. Informada sobre a CVS por seu oftalmologista, Fátima procura fazer intervalos de descanso durante seu expediente.

 
Dicas

 
Leôncio Queiroz ressalta que projetos desenvolvidos no Alabama para reduzir a CVS demonstram que o conforto visual aumenta a produtividade em 20%. As principais dicas do médico para eliminar a fadiga visual são:
 
1- O monitor deve ficar 10° a 20° abaixo do nível dos olhos;
2- A distância entre a tela do monitor e os olhos deve ser de 60 cm;
3- O monitor não deve ficar de frente para a janela, pois a luminosidade causa ofuscamento, nem de costas porque forma sombras e reflexos que causam desconforto;
4- Evite excesso de luminosidade das lâmpadas e luz natural  pois as pupilas se contraem e geram cansaço visual;
5- Regule sempre a tela com o máximo de contraste e não de luminosidade;
6- Mantenha a tela do monitor sempre limpa;
7- A cada hora, descanse de 5 a 10 minutos, saindo de frente do computador;

8- Lembre-se de piscar voluntariamente quando estiver usando o micro.
 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos