Geriatria/Gerontologia/Idoso -
Esta página já teve 133.162.737 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.660 acessos diários
home | entre em contato
 

Geriatria/Gerontologia/Idoso

Norte da Europa vive menos mas é mais saudável

11/05/2005

Os europeus do norte do continente são mais saudáveis e ricos que seus primos do sul, mas os habitantes dos países mediterrâneos vivem mais, afirmou uma pesquisa na quinta-feira.

Um recém-nascido italiano, por exemplo, tem expectativa de vida dois anos maior que um holandês. Mas cerca de 14 por cento dos italianos com mais de 65 anos vivem na pobreza, comparando-se a apenas dois por cento na Holanda.

"Idosos no norte (da Europa) estão melhor financeiramente e têm melhor saúde, mas isso não se traduz em diferenças na mortalidade", afirmou o professor Axel Boersch-Supan, coordenador da Pesquisa de Saúde, Envelhecimento e Aposentadoria na Europa (SHARE).

O principal objetivo da pesquisa é dar a pesquisadores e formadores de políticas informações confiáveis sobre um continente que tem a maior proporção de idosos no mundo.

Cerca de 16 por cento da população dos países-membros da União Européia (UE) antes de sua expansão rumo ao leste têm 65 anos ou mais, mas muitos esperam que esse número chegue a 28 por cento até 2050.

O projeto de pesquisa financiado pela UE coletou dados de 22 mil cidadãos com mais de 50 anos em 11 países, da Escandinávia ao Mediterrâneo.

A sondagem descobriu uma forte relação entre saúde, física e mental, e status socioeconômico.

A depressão, por exemplo, é mais frequente entre pessoas de baixa renda ou com poucas posses, especialmente nos países do norte da Europa.

(Por John Chalmers)

(Reuters) -

Aventis


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos