-
Esta página já teve 133.091.066 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.665 acessos diários
home | entre em contato
 

Clínica médica/Intensiva/Enfermagem

Óxido Nítrico Sensibiliza a Inflamação da Aorta à Lesão Hipóxica por Inibição da Via Respiratória

17/05/2005
 




Em um artigo publicado recentemente na revista Shock, os autores testaram se o óxido nítrico (NO) poderia juntamente com a hipóxia induzir lesão aórtica isolada de animais.

 

Observou-se que quatro horas de hipóxia leve (5% O2) causou necrose substancial de isolados de aortas de ratos (medida como liberação de lactato desidrogenase) se a sintase de NO induzível (iNOS) tivesse sido previamente induzida por endotoxina mais interferon-[gamma].  A hipóxia leve não causou necrose significante na ausência desta ativação inflamatória e a ativação inflamatória causou pouco dano em níveis maiores de oxigênio (21% de oxigênio). 

 

Um inibidor da iNOS (1400W) preveniu a necrose induzida por inflamação mais hipóxia leve, enquanto que o doador de NO (dietilenetriamina (DETA)/composto de NO,  0.5 mM) sensibilizou grandemente a aorta não inflamada para a indução de necrose pela hipóxia leve. 

 

O NO inibiu a respiração aórtica a um grau maior  em menores concentrações de oxigênio,  consistente com a inibição de NO da oxidase  em competição com o oxigênio.  Um inibidor específico de respiração mitocondrial, mixotiazol, causou necrose da aorta durante um período de tempo similar para o NO.  O DETA/NO mais a morte celular induzida por hipóxia leve foi substancialmente reduzido por um intermediário glicolítico 3-fosfoglicerato,  sugerindo que a necrose  resultou da depleção de energia secundária à inibição respiratória.

 

Os autores concluíram que a sensibilização da aorta induzida pelo NO na hipóxia leve pode ser importante na sepse e em outras patologias onde a iNOS é expressa.

Nitric Oxide from Inducible Nitric Oxide Synthase Sensitizes the Inflamed Aorta to Hypoxic Damage Via Respiratory Inhibition - Shock – 2005; 23(4):319-323

NITRIC OXIDE FROM INDUCIBLE NITRIC OXIDE SYNTHASE SENSITIZES THE INFLAMED AORTA TO HYPOXIC DAMAGE VIA RESPIRATORY INHIBITION.
Shock. 23(4):319-323, April 2005.
Borutaite, Vilmante *; Moncada, Salvador +; Brown, Guy C *

Abstract:
: We tested whether nitric oxide (NO) could synergize with hypoxia to induce damage to the aorta isolated from rat. We found that 4 h of mild hypoxia (5% O2) caused substantial necrosis of isolated rat aortae (measured as lactate dehydrogenase release) if inducible NO synthase (iNOS) had previously been induced by endotoxin plus interferon-[gamma]. Mild hypoxia caused no significant necrosis in the absence of this inflammatory activation, and inflammatory activation caused little damage at a higher oxygen levels (21% oxygen). An iNOS inhibitor (1400W) prevented the necrosis induced by inflammation plus mild hypoxia, whereas the NO donor diethylenetriamine (DETA)/NO adduct, 0.5 mM) greatly sensitized the noninflammed aorta to necrosis induced by mild hypoxia. NO inhibited aortic respiration to a greater degree at lower oxygen concentrations, consistent with NO inhibition of cytochrome oxidase in competition with oxygen. A specific inhibitor of mitochondrial respiration, myxothiazol, caused necrosis of aortae over a similar time course to NO. DETA/NO plus mild hypoxia-induced cell death was substantially reduced by a glycolytic intermediate 3-phosphoglycerate, suggesting that necrosis resulted from energy depletion secondary to respiratory inhibition. This NO-induced sensitization of aorta to mild hypoxia may be important in sepsis and other pathologies where iNOS is expressed.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos