Tóxicos/Intoxicações - Amônia líquida
Esta página já teve 115.783.565 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.699 acessos diários
home | entre em contato
 

Tóxicos/Intoxicações

Amônia líquida

14/06/2003

Sinônimos: Amônia Aquoso; Amônia de Aqua; Amônia TS.

Fórmula química: Não aplicável a misturas.

1) IDENTIFICAÇÃO DOS DANOS

AVISO: VENENO! PERIGO! SOLUÇÃO ALCALINA CORROSIVA. QUEIMAM A QUALQUER ÁREA DE CONTATO. PREJUDICIAL SE INGERIDO, INALADO OU ABSORVIDO PELA PELE.

Índices:

Saúde: 3 - severo

Flamabilidade: 1 - leve

Reatividade: 2 - moderado

Contato: 3 - severo

Equipamento a ser usado em laboratório: óculos, avental, capuz, luvas;

Código de Armazenamento: Azul *Etiqueta deve conter a precaução de se evitar contato com olhos, pele e roupas, respiração da poeira. Deve conter também instruções de se usar com ventilação adequada.

Efeitos potenciais à saúde:

Inalação

Corrosivo. Extremamente destrutivo aos tecidos das membranas mucosas e área respiratória. Sintomas podem incluir sensação de queima, ardência, tosse, laringite, respiração ofegante, enxaqueca, náusea e vômito. Pode ser fatal como resultado de inflamação de espasmo e edema da laringe e bronquite, substância química, pneumonia e edema pulmonar.

Ingestão

Corrosivo. A ingestão pode causar queimaduras severas da boca, garganta e pode conduzir a morte. Possa causar dores de garganta, vômito e diarréia.

Contato com a pele

Pode causar dor, vermelhidão, irritação severa ou queimaduras. Pode ser absorvido pela pele com possíveis efeitos sistêmicos.

Contato com os olhos

Causa irritação, vermelhidão e dor. Pode resultar em cegueira temporária ou permanente.

Exposição crônica

Exposição repetida e prolongada pode causar dermatite, dano do olho, fígado, rim ou pulmões.

Agravo das condições pré-existentes

Nenhuma informação foi encontrada.

2) MEDIDAS DE PRIMEIROS-SOCORROS

Inalação

Remover o indivíduo exposto ao ar livre. Se não estiver respirando, fazer respiração artificial. Se respirar com dificuldade, dê oxigênio. Procure ajuda médica.

Ingestão

Não induza o vômito. Dê quantidades grandes de água. Nunca dê algo pela boca para uma pessoa inconsciente.

Contato com a pele

Lave imediatamente em água corrente por, pelo menos, 15 minutos. Remova a roupa contaminada e os sapatos. Procure ajuda médica. Lave as roupas e os sapatos antes de reutilizá-los.

Contato com os olhos

Lave imediatamente com água corrente por, pelo menos, 15 minutos, abrindo e fechando ocasionalmente as pálpebras. Procure ajuda médica imediatamente.

3) MEDIDAS EM CASO DE INCÊNDIO

Fogo

Não considerado perigo de fogo.

Explosão

Emite vapores inflamáveis. Vapores podem formar mistura explosiva com ar. Recipientes fechados expostos ao aquecimento podem explodir.

Meio de extinção de fogo

Usar qualquer medida apropriada para extinguir o fogo.

4) MEDIDAS PARA VAZAMENTO ACIDENTAL

Ventilar a área de vazamento. Usar equipamento de proteção pessoal apropriado especificado a seguir. Quando ocorrer o vazamento, recolher o material num container apropriado para descarte posterior, usando um método que não gere lixo.

5) MANUSEIO E ARMAZENAMENTO

Mantenha o material em um container bem fechado, armazenando-o em local fresco, seco em área ventilada. Proteja contra dano físico e isole de substâncias incompatíveis. Os containers vazios deste material são tóxicos quando vazios pois retêm resíduos; observe todos os avisos e precauções com relação ao produto.

6) CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO PESSOAL

Sistema de Ventilação: um sistema de exaustão local ou geral é recomendado para manter a exposição do usuário(a) a menor possível. O sistema local é preferível porque controla a emissão do contaminante em sua origem, prevenindo dispersão dele numa área maior.

Respiradores pessoais: para as condições de uso em que há exposição a poeira ou vapor, um respirador de meia face contra poeira e vapor é efetiva. Para emergências e instâncias em que não se sabem os níveis de exposição, use uma respirador inteiriço de pressão positiva. AVISO: respirador com purificação de ar não são efetivos num ambiente deficientes de oxigênio.

Proteção da Pele: use luvas protetoras e roupas limpas que cubram todo o corpo.

Proteção dos Olhos: use óculos químico-protetores. Mantenha uma fonte para lavar os olhos na área de trabalho.

7) ESTABILIDADE E REATIVIDADE

Estabilidade: Estável sob de condições ordinárias de uso e armazenamento

Produtos de sua decomposição: Queimando pode produzir amônia e óxidos de nitrogênio.

Polimerização do produto: não ocorrerá.

Incompatibilidades: Amônia é incompatível com mercúrio, cloro, hypochlorite de cálcio, ácido de hydrofluoric (anhydrous), pentaflouride de bromo, trifluoride de cloro, chloroformates, ácidos fortes, agentes oxidando fortes, metal, zinco, alumínio, cobre, sulfate de dimethyl. Corroe cobre, zinco e muitos superfícies metálicas. Reage com hypochlorite ou outras fontes de halógeno para formar combinações explosivas que são sensíveis a pressão ou aumentos de temperatura. Reação com ácido sulfúrico ou outros ácidos de mineral fortes são exotérmicas

Condições a se evitar: manter longe de calor, luz solar direta e incompatibilidades.

8) INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS

Destino no ecossistema: Nenhuma informação foi encontrada.

Toxicidade ambiental: Nenhuma informação foi encontrada.

9) CONSIDERAÇÕES PARA ELIMINAÇÃO:

Sempre que não for possível salvar a substância para reutilização ou reciclagem, esta deve ser colocada em um aparato aprovado e apropriado para eliminação do lixo. O processamento, o uso ou contaminação deste produto pode alterar a forma de administrar o lixo.

www.ibilce.unesp.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
Hacked by
#TeaMGh0sT

~ DB GOT DROPPED ~