Vitaminas e antioxidantes - Vitamina C
Esta página já teve 132.474.833 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.706 acessos diários
home | entre em contato
 

Vitaminas e antioxidantes

Vitamina C

29/06/2005
Cai a fama da vitamina C

A ingestão de vitamina C não protege de forma significativa contra o resfriado, exceto em pessoas que praticam uma atividade física extrema, segundo um novo estudo divulgado pela revista médica americana PLoS Medicine.

A pesquisa - feita pelos professores Robert Douglas, da Universidade Nacional da Austrália, e Harri Hemila, da Universidade de Helsinki, na Finlândia - mostrou que maratonistas, soldados e esquiadores estão entre os subgrupos que mais se beneficiam da ingestão de doses suplementares de vitamina C.

No maior estudo sobre o tema já realizado, foram analisados 55 trabalhos publicados nos últimos 65 anos. Todos compararam ingestão diária de 200 mg de vitamina C com o uso de placebo (substância inócua).

- O esforço excessivo gera muitos radicais livres que oxidam células e diminuem a imunidade do organismo - explica o professor de clínica médica da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e infectologista Paulo Olzon.

No caso de quem pratica exercícios físicos a ingestão de vitamina C é importante porque neutraliza os radicais livres desses indivíduos, que estão mais debilitados.

Em seis dos trabalhos analisados a redução de resfriados comuns foi de 50% em pessoas que praticavam intensas atividades físicas.

Por outro lado, quase a metade das pesquisas anteriores ( 23 delas) concluiu que a ingestão diária de vitamina C não tem influência alguma sobre a incidência de resfriados.

- Para as pessoas comuns, não faz muita diferença. O risco não é reduzido, ainda que a duração de seu resfriado provavelmente seja mais curta - afirmou Douglas.

- Quando o indivíduo está em condições normais, se alimentando com frutas e vegetais crus, não é necessária tomar vitamina C - afirma Olzon.

Em 30 estudos, pessoas que tomavam essa vitamina de forma preventiva tiveram resultados. Adultos tiveram uma redução de 8% e as crianças de 13%.

''Não consideramos que essa redução nos sintomas do resfriado justifique o uso regular da vitamina C como agente preventivo'', afirmou Douglas em um comunicado. ''Ela provou não ser uma poção mágica contra o resfriado'', completou.

Olzon afirmou, no entanto, que para fumantes e pessoas em situação de estresse, a ingestão de vitamina C é aconselhável. Porque esta neutraliza o excesso de radicais livres produzidos nesses casos.

Fonte: Jornal do Brasil, 29/06/05


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos