Oftalmologia/Olhos -
Esta página já teve 132.446.955 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.706 acessos diários
home | entre em contato
 

Oftalmologia/Olhos

Banco de olhos é referência

15/07/2005

Entidade panamericana aponta a instituição, que funciona no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, como uma das melhores do mundo, após visita de consultora

O Banco de Olhos do MG Transplantes, que funciona no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte, foi classificado pela Associação Panamericana de Banco de Olhos (Apabo) como padrão de excelência em equipamentos e um dos melhores do mundo. De acordo com a consultora da entidade, Ana Maria Guimarães Garcia, a equipe médica responsável pela unidade é uma das mais capacitadas do Brasil, e a de humanização, a número 1 em termos de captação de tecidos oculares e dedicação técnica.

A consultora visitou a instituição nos últimos dias, quando analisou o espaço físico, equipamentos e recursos humanos do banco. Segundo ela, Minas pode se orgulhar de ter um banco como o do MG Transplantes, que já está servindo de modelo para implantação de outros. Ela acredita que a unidade provavelmente será referência para o treinamento de técnicos de outras cidades, inclusive de outros países.

O Banco de Olhos do MG Transplantes – que estará em pleno funcionamento nos próximos meses - já nasce com a segunda maior captação de córneas do País. “A preocupação com o número de captações e a qualidade caminham lado a lado”, elogiou a consultora, acrescentando que a lista e o tempo de espera para um transplante de córneas estão entre os menores do Brasil.

De acordo com a diretora do Banco de Olhos, Márcia Issa Salomão Libânio, o MG Transplantes recebeu todo o apoio do governo de Minas para montar a unidade. “O governador Aécio Neves, o secretário de Estado de Saúde, Marcus Pestana, e o presidente da Fhemig, Luís Márcio Araújo Ramos, e a direção do Hospital João XXIII podem se orgulhar do banco, que segue todas as normas internacionais”, disse.

A médica Aparecida Maria de Paula, coordenadora do MG Transplantes, afirmou que com a classificação de excelência, o banco vai aumentar ainda mais o número de captações de córneas e, conseqüentemente, o de transplantes.

ESTRUTURA A montagem da estrutura física e compra de equipamentos, de última geração, para o Banco de Olhos custaram R$ 300 mil e foram financiados pelo governo do Estado. Para Márcia Salomão, a estrutura permite uma seleção mais rigorosa das córneas doadas, assegurando maior índice de sucesso nos transplantes, além da agilidade na lista única de receptores. “A córnea é analisada e processada. Se estiver perfeita, é encaminhada para transplante”, explicou.

Um dos aparelhos adquiridos é o microscópio especular. É o primeiro instalado em Minas e só há mais cinco no Brasil. Segundo Márcia, é um dos melhores aparelhos no mundo para avaliação do número de células da camada endotelial da córnea e é específico para banco de olhos.

Este é o segundo banco de olhos a iniciar suas atividades em Minas. Uma unidade já funciona em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Em Uberlândia, no Triângulo, está sendo montado outro banco, assim como em Alfenas, Montes Claros e Governador Valadares. Atualmente, 647 pacientes ativos estão na lista de espera por um córnea. O secretário de Estado da Saúde, Marcus Pestana, comemora o fato de Minas ser o Estado em que os pacientes ficam menos tempo na lista de ativos, embora, segundo ele, a espera ainda seja grande.

“A espera é de aproximadamente seis meses e o ideal seria um mês. Mas para melhorarmos esse índice, as pessoas têm que se conscientizar mais sobre a importância da doação. Doar órgãos, é doar vida”, afirma. A Apabo tem sede nos Estados Unidos, escritório em diversos países e atua na profissionalização de equipes para funcionamento de bancos de olhos em todo o continente.

Estado de Minas, 14/07/05


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos