Pediatria/Criança - Aleitamento materno-vantagens
Esta página já teve 113.883.805 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.872 acessos diários
home | entre em contato
 

Pediatria/Criança

Aleitamento materno-vantagens

23/07/2005


Vantagens do Aleitamento Materno para o Bebê

·         Proporciona uma nutrição superior e um ótimo crescimento;

·         Fornece água adequada para hidratação;

·         Protege contra infecções e alergias;

·         Favorece o vínculo afetivo e o desenvolvimento.

Diferença entre os leites

 

Leite Materno

Leite Animal

Leite Artificial

Proteínas

Quantidade adequada e fácil de digerir.

Excesso, difícil de digerir.

Parcialmente modificado.

Lipídeos

Suficiente em ácidos graxos essenciais, lipase para digestão.

Deficiente em ácidos graxos essenciais, não apresenta lipase.

Deficiente em ácidos graxos essenciais, não apresenta lipase.

Vitaminas

Suficiente.

Deficiente de A e C.

Vitaminas adicionadas.

Minerais

Quantidade adequada.

Excesso.

Parcialmente correto.

Ferro

Pouca quantidade, boa absorção.

Pouca quantidade, má absorção.

Adicionado, má absorção.

Água

Suficiente.

Precisa de mais.

Pode precisar de mais.

Propriedades antiinfecciosas

Presente.

Ausente.

Ausente.

Fatores de Crescimento

Presente.

Ausente.

Ausente.

Fonte: OMS/CDR/93.6

Variação da composição do leite humano 

·         Idade gestacional (prematuro e termo);

·         Fase da lactação (colostro ou leite maduro);

·         Duração da mamada (leite inicial e leite final).

COLOSTRO

Propriedade 

Importância 

Rico em anticorpos 

Protege contra infecções e alergias.

Muitos leucócitos 

Protege contra infecções.

Laxante 

Expulsa o mecônio, ajuda a prevenir a icterícia.

Fatores de crescimento 

Acelera a maturação intestinal, previne alergia e intolerância.

Rico em vitamina A

Reduz a gravidade de algumas infecções (como sarampo e diarréia); previne doenças oculares causadas por deficiência de vitamina A.

Fonte: OMS/CDR/93.6

Vantagens do aleitamento materno para a mãe

§         Protege a saúde da mãe;

§         Ajuda o útero a recuperar seu tamanho normal reduzindo o risco de hemorragia;

§         Reduz o risco de câncer de mama e de ovário;

§         Ajuda a retardar uma nova gravidez.
Fonte: Aniansson et al, 1994.
 

Vantagens do aleitamento materno para a família

·         Melhor saúde e nutrição, mais bem-estar;

·         Vantagem econômica:
- o aleitamento materno custa menos do que a alimentação artificial;
- o aleitamento materno resulta em menos gasto com cuidados médicos.

Vantagens do aleitamento materno para o hospital

·         Ambiente emocional mais calmo e tranqüilo;

·         Não existe berçário, mais espaço para o hospital;

·         Menos infecção neonatal;

·         Menos trabalho para a equipe;

·         Melhor imagem e maior prestígio;

·         Menos crianças abandonadas;

·         Mais seguro em emergências.

Problemas do aleitamento artificial

§         Mais diarréia e infecção respiratória;

§         Diarréia persistente;

§         Desnutrição e deficiência de vitamina A;

§         Maior mortalidade;

§         Não protege da gravidez;

§         Interfere no vínculo;

§         Mais alergia e intolerância a leite;

§         Maior risco de doenças crônicas;

§         Obesidade;

§         Menor desempenho em testes de inteligência;

§         Maior risco de anemia, câncer de ovário e de mama.

Fonte: WHO/CDR/93.6

 

Técnica de amamentação

Uma boa técnica de amamentação é indispensável para o seu sucesso, uma vez que previne o trauma nos mamilos e garante a retirada efetiva do leite pela criança. O bebê deve ser amamentado numa posição que seja confortável para ele e para a mãe, que não interfira com a sua capacidade de abocanhar a mama, de retirar o leite efetivamente, assim como de deglutir e respirar livremente. A mãe deve estar relaxada e segurar o bebê completamente voltado para si. Estudos com cinerradiografias e ultra-som mostram que é importante a criança abocanhar cerca de 2cm do tecido mamário além do mamilo para que a amamentação seja eficiente. A criança que não abocanha uma porção adequada da auréola tende a causar trauma nos mamilos e pode não ganhar peso adequadamente, apesar de permanecer longo tempo no peito. As mamadas ineficazes dificultam a manutenção da produção adequada de leite, e uma má estimulação do mamilo pode diminuir o reflexo da saída do leite.  

O bebê que pega incorretamente no peito é capaz de obter o chamado leite anterior, mas tem dificuldade de retirar o leite posterior, mais nutritivo e rico em gorduras. Os lábios do bebê devem ficar levemente voltados para fora, se os lábios estão apertados indicam que ele não conseguiu pegar em todo o tecido suficiente. É importante enfatizar que quando a criança é amamentada numa posição correta e tem uma pega boa, a mãe não sente dor.

Quando a mama está muito cheia ou ingurgitada, o bebê não consegue abocanhar adequadamente a auréola. Em tais casos, recomenda-se, antes da mamada, a expressão manual da auréola ingurgitada.

www.orientacoesmedicas.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos