-
Esta página já teve 132.501.117 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.702 acessos diários
home | entre em contato
 

Endocrinologia/Glândulas

Teste de Supressão com Dexametasona em Dose Baixa é simples e eficaz para diagnóstico da Síndrome de Cushing

26/07/2005
 

Neste estudo, recentemente publicado na revista Current Opinion in Endocrinology & Diabetes, os autores discutem as indicações para o teste de supressão com dexametasona, as variações atualmente usadas e discutem sobre áreas de debate na tentativa de sugerir as abordagens diagnósticas mais apropriadas. Seguindo a introdução de um número crescente de procedimentos investigacionais, o uso do teste de supressão com dexametasona como um meio principal na avaliação de hipercortisolismo endógeno tem sido questionado.

 

A confirmação bioquímica de hipercortisolismo endógeno (síndrome de Cushing) tem confiança no teste de supressão com dexametasona em dose baixa, enquanto que o mesmo em dose alta tem sido usado para definir a causa. A síndrome de Cushing é correntemente considerada precoce, quando a evidência clínica e bioquímica de hipercortisolismo é moderada; em adição, um número de outras condições comuns pode exibir um fenótipo similar.

 

Seguindo alterações na metodologia de medida do cortisol, a possibilidade de medir o cortisol salivar e a melhora em outros procedimentos investigacionais, o uso do teste de supressão com dexametasona em dose baixa como um meio de facilitar o diagnóstico da síndrome de Cushing tem sido questionado. Entretanto, um número de estudos recentes tem fornecido evidência de que o teste de supressão com dexametasona em dose baixa, medindo cortisol sérico em vez de urinário e usando limites de corte mais baixos para definir supressão adequada, permanece um teste altamente sensível e específico. Em adição, a combinação do teste de supressão com dexametasona em dose baixa com outros testes pode ser de alta acurácia diagnóstica e obviar a necessidade de outros procedimentos diagnósticos.

 

Os autores concluíram que o teste de supressão com dexametasona em dose baixa é um teste simples que pode identificar pacientes com síndrome de Cushing moderada e diferenciar entre os diferentes subtipos de síndrome de Cushing ACTH-dependente.

Low-dose dexamethasone suppression test: revisited - Current Opinion in Endocrinology & Diabetes; 2005; 12 (3): 233-236

Low-dose dexamethasone suppression test: revisited.
Current Opinion in Endocrinology & Diabetes. 12(3):233-236, June 2005.
Kaltsas, Gregory a,b; Besser, Michael a

Abstract:
Purpose of review: Following the introduction of an increasing number of investigational procedures, the use of dexamethasone suppression testing as a main mean in the assessment of endogenous hypercortisolism has been questioned. We will discuss the indications for dexamethasone suppression testing, the variations currently used, and address areas of debate in an attempt to suggest the most appropriate diagnostic approaches.

Recent findings: The biochemical confirmation of endogenous hypercortisolism (Cushing syndrome) has relied on the low-dose dexamethasone suppression testing, whereas the high-dose dexamethasone suppression testing has been used to define the cause. Cushing syndrome is currently considered earlier, when the clinical and biochemical evidence of hypercortisolism is mild; in addition, a number of other common conditions can exhibit a similar phenotype. Following changes in the methodology of cortisol measurement, the ability to measure salivary cortisol and the improvement in other investigational procedures, the use of the low-dose dexamethasone suppression testing as a mean to facilitate the diagnosis of Cushing syndrome has been questioned. However, a number of recent studies have provided evidence that the low-dose dexamethasone suppression testing, measuring serum instead of urinary cortisol and using lower cut-off limits to define adequate suppression, remains a highly sensitive and specific test. In addition, the combination of the low-dose dexamethasone suppression testing with other tests can be of high diagnostic accuracy and obviate the need for other diagnostic procedures.

Summary: The low-dose dexamethasone suppression testing is a simple test that can identify patients with mild Cushing syndrome and differentiate between the different subtypes of ACTH-dependent Cushing syndrome.


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos