Dor/Dores - Dor de cabeça do orgasmo
Esta página já teve 117.090.393 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.648 acessos diários
home | entre em contato
 

Dor/Dores

Dor de cabeça do orgasmo

24/08/2005
Dor de cabeça do orgasmo

Introdução

Imagine uma dor de cabeça fortíssima, em caráter explosivo, atingindo toda a cabeça exatamente no momento do início de um orgasmo!
Esse pesadelo existe e acomete mais homens do que mulheres em 0,4% da população.
Com mecanismos ainda desconhecidos a dor de cabeça do orgasmo atinge mais aqueles que apresentam outros tipos de dor de cabeça crônica, como a enxaqueca por exemplo. Essa variante de dor de cabeça comumente provoca a interrupção do ato sexual e estabelece em seus sofredores, um temor pela atividade sexual e pela possibilidade de se estar diante de uma causa grave para a dor.

 
Características

Com crises muito intensas, geralmente afetando toda a cabeça ou só a nuca, e se iniciando na iminência do orgasmo, a dor desaparece em poucos minutos se o(a) paciente interrompe a relação sexual ou chega a durar até 48 horas se o orgasmo é completado. A maioria dos portadores desse tipo de dor de cabeça não apresenta nenhuma causa orgânica grave, mas como até 5% dos sofredores de dor de cabeça do orgasmo revelam lesões ou processos expansivos, principalmente de uma área do cérebro chamada fossa posterior, todos devem ser avaliados séria e criteriosamente por um neurologista ou especialista em dor de cabeça. Aqui, geralmente os exames de imagem como a tomografia computadorizada e a ressonância nuclear magnética de crânio são indicadas na primeira vez que o paciente apresenta estas dores.



Tratamento

Uma vez que o diagnóstico de causa orgânica grave tenha sido afastado pelos procedimentos corretos de avaliação, o tratamento consiste de medicamentos NÃO ANALGÉSICOS usados regularmente durante um período de tempo.
Por vezes observamos resultados ineficazes em função da intolerância de alguns pacientes com a medicação. Pode haver remissão espontânea da dor, que tem a perspectiva de retornar semanas, meses ou anos depois.
Em geral a evolução é satisfatória e o resultado final é o fim da dor de cabeça e da fase de desespero

www.dordecabeca.com.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos