-
Esta página já teve 132.451.227 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.706 acessos diários
home | entre em contato
 

Gravidez/Parto/Obstetrícia

Bebês grandes têm um risco maior de desenvolver alguns tipos de câncer quando chegarem à idade adulta.

02/10/2005

 

 

Pesquisadores admitem que resultados podem ter sido casuais

 

Cientistas dizem ter encontrado indícios de que bebês grandes têm um risco maior de desenvolver alguns tipos de câncer quando chegarem à idade adulta.

A conclusão é de pesquisadores suecos e britânicos. Eles encontraram uma incidência maior de câncer linfático e do sistema digestivo entre pessoas consideradas grandes quando eram bebês.

O mesmo foi constatado com relação ao câncer de mama entre as mulheres, mas os níveis de câncer endometrial foram bem menores.

Detalhes sobre a pesquisa doram divulgados na revista especializada International Journal of Cancer.

Hormônio

Os pesquisadores da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres e das Universidades de Uppsala e Estocolmo examinaram os históricos de 11.166 pessoas nascidas entre 1915 e 1929.

Cerca de 25% delas foram diagnosticadas com câncer entre 1960 e 2001.

A conclusão foi de que cada 450 gramas a mais de peso do bebê ao nascer representa um risco 17% maior de ocorrência do câncer linfático e 13% maior de câncer no aparelho digestivo.

As mulheres que, ao nascer, estavam na maior categoria de peso (4 quilos ou mais) se mostraram quatro vezes mais propensas a desenvolver o câncer de mama antes dos 50 anos do que as que pesavam menos de 3 quilos.

Por outro lado, as que eram bebês maiores apresentaram metade das incidências de câncer endometrial do que as menores.

Os pesquisadores admitem que algumas das constatações feitas neste estudo podem ter ocorrido por acaso.

Eles também procuraram ressaltar que o tamanho do bebê foi associado a apenas alguns tipos de câncer, e de modo algum a todas as manifestações da doença.

Mas eles especulam que condições no interior do útero – por exemplo, no que diz respeito aos níveis de hormônios que lá circulam – poderiam ter um impacto direto nas probabilidades de desenvolver câncer no futuro.

www.bbc.co.uk

 

 

 

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos