Gastroenterologia/Proctologia/Fígado - O que é refluxo gastroesofágico?
Esta página já teve 115.225.617 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.725 acessos diários
home | entre em contato
 

Gastroenterologia/Proctologia/Fígado

O que é refluxo gastroesofágico?

16/10/2005

O refluxo gastroesofágico é a doença mais comum do aparelho digestivo. Ocorre quando o conteúdo ácido reflui, ou volta, para o esôfago. Esse material refluído contém, normalmente, grande quantidade de ácido clorídrico, que é produzido pelo estômago. O ácido, em contato com a mucosa do esôfago, provoca uma desconfortável sensação de queimação, conhecida popularmente como azia. A azia pode ser sentida logo acima da "boca do estômago", ou então começar neste ponto e subir até a garganta, espalhando a sensação de queimação atrás do esterno (aquele osso que fica no meio do peito). Algumas vezes, além da sensação de queimação, você pode perceber que "voltou alguma coisa junto", que pode ser o suco gástrico e/ou alimentos. Isso é chamado de regurgitação.

POR QUÊ O REFLUXO OCORRE?

 

O refluxo ocorre quando os mecanismos que impedem ou dificultam o retorno do material contido no estômago para o esôfago estão enfraquecidos ou inoperantes. O elemento mais importante dessa verdadeira barreira é o que chamamos de esfíncter inferior do esôfago, que funciona como uma válvula que abre e fecha e possui uma determinada pressão, suficiente para impedir o refluxo. Quando a pressão dessa válvula diminui ou começa a apresentar defeitos em seu funcionamento, o refluxo ocorre. É claro que, quanto mais refluxo ocorrer, maior a possibilidade de haver inflamação do órgão, conhecida como esofagite. Existem outros importantes mecanismos de defesa, como a produção de saliva, que em conjunto com a movimentação do esôfago, conhecida como peristalse, "lavam" o esôfago, diminuindo o refluxo.

O QUE É HÉRNIA DE HIATO? HÉRNIA DE HIATO E REFLUXO SÃO A MESMA COISA?

Hérnia de hiato é um defeito anatômico, em que um segmento do estômago, localizado dentro do abdômen, "sobe" ou "desliza" através de um orifício conhecido como hiato diafragmático para o tórax, alterando, entre outras coisas, o esfíncter inferior do esôfago. Hérnia não é sinônimo de refluxo. Cerca de 50% dos pacientes que têm hérnia não têm refluxo, e vice-versa.

POR QUÊ NÃO TENHO AZIA?

A azia pode ocorrer por uma série de fatores, tais como o estresse, o uso de medicamentos e maus hábitos alimentares. Além de ser um dos sintomas mais comuns da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE).

É IMPORTANTE TRATAR A AZIA?

Sim, atenção aos sintomas e a freqüência com que eles acontecem. Quanto mais rápido for o diagnóstico, mais fácil será o tratamento do problema. Seu médico prescreverá medicamentos que diminuem a secreção do ácido produzido pelo estômago.

ESTÁ CORRETO TOMAR LEITE E ANTIÁCIDOS PARA TRATAR A AZIA?

Cuidado! Ao consumir leite e antiácidos, você estará se automedicando. A sensação de queimação pode não ser apenas uma azia. O leite, por mais que seja considerado uma alternativa natural e saudável, não é o tratamento recomendado, e o antiácido causa somente um alívio temporário.

SEMPRE QUE TENHO AZIA SIGNIFICA QUE ESTOU COM PROBLEMA?

Não, somente quando o desconforto da azia se torna freqüente, 2 vezes por semana durante 4 a 8 semanas, é que devemos nos preocupar, pois poderá ser um sintoma da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE).

QUANDO DEVO PROCURAR UM MÉDICO PARA TRATAR A AZIA?

Devemos procurar um médico quando os sintomas da azia se tornam constantes. Normalmente cometemos exageros na alimentação e sentimos azia, mas, se as atividades diárias estiverem prejudicadas com tais sintomas, você deverá ir ao médico. O tratamento prolongado e a mudança de hábitos têm sido a melhor e mais adequada solução para as constantes reclamações de quem sofre diariamente com os sintomas do refluxo.

www.astrazeneca.com.br

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos
 
kill yourself rogue.