-
Esta página já teve 133.161.147 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.659 acessos diários
home | entre em contato
 

Pneumologia/Pulmão

Novo diagnóstico da fibrose cística é testado no IFF

23/11/2005

 

De forma pioneira no Brasil, um novo teste diagnóstico para fibrose cística vem sendo implementado no Instituto Fernandes Figueira (IFF), unidade materno-infantil da Fiocruz e principal centro de referência para a doença no estado do Rio de Janeiro. Trata-se da medida da diferença de potencial nasal (DPN), exame incluído nos critérios diagnósticos para a fibrose cística da Cystic Fibrosis Foundation, juntamente com o teste do suor, o teste do pezinho ampliado e a análise genética. A novidade foi apresentada durante a 1ª Jornada de Fibrose Cística do IFF, no dia 16 de agosto.

Atualmente, 111 crianças e adolescentes portadores de fibrose cística - doença genética que compromete principalmente o trato digestivo e o aparelho respiratório - recebem assistência multidisciplinar no IFF. Segundo a pneumologista pediátrica Izabela Sad, o novo exame é mais uma opção que possibilita o diagnóstico precoce da doença e já vem sendo utilizado em países da Europa, nos Estados Unidos e no Canadá.

O DPN é um exame dinâmico, no qual se verifica ao nível celular a função da proteína CFTR (proteína reguladora transmembrana da fibrose cística), cuja mutação genética é a principal responsável pelas características da doença. "Durante o exame, afere-se ao mesmo tempo o potencial elétrico no epitélio nasal e no antebraço do paciente, gerando assim uma diferença de potencial. O epitélio nasal é exposto a quatro tipos de solução e diante de sua reação a cada uma delas obtém-se o resultado do exame", explica Izabela.

Para a pneumologista do IFF, Tânia Folescu, o novo teste de DPN deve ser indicado quando o teste do suor, considerado o principal exame para a detecção da doença, apresentar resultados normais ou duvidosos, associados a sinais e sintomas sugestivos da doença. "Em pacientes com fibrose cística, quanto mais precocemente se estabelece o tratamento, melhor o prognóstico", afirma Tânia.

 

Roberta Monteiro

 

                      www.fiocruz.br


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos