-
Esta página já teve 134.651.505 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.670 acessos diários
home | entre em contato
 

Gastroenterologia/Proctologia/Fígado

Marcadores de mortalidade precoce após hepatectomia

26/12/2005
 



Saiu no Annals of Surgery, um estudo em que procuraram padronizar a definição de insuficiência hepática pós-operatória de acordo com a predição de mortalidade precoce após hepatectomia. A definição de insuficiência hepática pós-operatória ainda não foi padronizada, o que torna complexos a comparação de inovações das técnicas cirúrgicas e o tempo para realização de intervenções terapêuticas específicas.

 

Entre 1998 e 2002, 775 ressecções hepáticas eletivas, incluindo 69% por neoplasias malignas e 60% por ressecções extensas, foram incluídas no banco de dados para análise prospectiva. O fígado não tumoral apresentava alterações em 43%, com esteatose > 30% em 14%, fibrose não cirrótica em 43% e cirrose em 12% dos pacientes. Os impactos do tempo de protrombina (TP) < 50% e da bilirrubina sérica (BT) > 50 mmol/L nos dias pós-operatórios 1, 3, 5 e 7 foram avaliados.

 

O menor nível de TP foi observado no primeiro dia pós-operatório, enquanto o pico de BT foi atingido no terceiro pós-operatório. Estas duas variáveis tenderam a retornar aos valores pré-operatórios no quinto dia após a cirurgia. O intervalo médio entre hepatectomia e morte pós-operatória foi igual a 15 dias (variação = 5 – 39 dias). A mortalidade pós-operatória aumentou significativamente em pacientes com TP < 50% e BT > 50 mmol/L. A conjunção de TP < 50% e BT > 50 mmol/L no quinto dia pós-operatório foi fator preditivo significativo de mortalidade. Em pacientes com morbidade significativa, este “critério 50-50” foi encontrado três a oito dias antes do surgimento de evidências clínicas de complicações.

 

Portanto, os pesquisadores concluíram que a associação de TP < 50% e BT > 50 mmol/L no quinto pós-operatório (critério 50-50) é preditor simples, precoce e acurado de taxa de mortalidade superior a 50% após hepatectomia. Este critério poderia ser identificado precocemente, antes do surgimento de evidências clínicas de complicações, permitindo a realização de intervenções específicas em tempo hábil.

The “50-50 criteria” on postoperative day 5: an accurate predictor of liver failure and death after hepatectomy - Annals of Surgery 2005;242(6):824-829.

The "50-50 Criteria" on Postoperative Day 5: An Accurate Predictor of Liver Failure and Death After Hepatectomy.
Annals of Surgery. 242(6):824-829, December 2005.
Balzan, Silvio MD *; Belghiti, Jacques MD *; Farges, Olivier MD, PhD *; Ogata, Satoshi MD, PhD *; Sauvanet, Alain MD *; Delefosse, Didier MD +; Durand, Francois MD *

Abstract:
Objective: To standardize the definition of postoperative liver failure (PLF) for prediction of early mortality after hepatectomy.

Summary Background Data: The definition of PLF is not standardized, making the comparison of innovations in surgical techniques and the timely use of specific therapeutic interventions complex.

Methods: Between 1998 and 2002, 775 elective liver resections, including 69% for malignancies and 60% major resections, were included in a prospective database. The nontumorous liver was abnormal in 43% with steatosis >30% in 14%, noncirrhotic fibrosis in 43%, and cirrhosis in 12%. The impact of prothrombin time (PT) <50% and serum bilirubin (SB) >50 [mu]mol/L on postoperative days (POD) 1, 3, 5, and 7 was analyzed.

Results: The lowest PT level was observed on postoperative day (POD) 1, while the peak of SB was observed on POD 3. These 2 variables tended to return to preoperative values by POD 5. The median interval between hepatectomy and postoperative death was 15 days (range, 5-39 days). Postoperative mortality significantly increased in patients with PT <50% and SB >50 [mu]ml/L. The conjunction of PT <50% and SB >50 [mu]mol/L on POD 5 was a strong predictive factor of mortality. In patients with significant morbidity, this "50-50 criteria" was met 3 to 8 days before clinical evidence of complications.

Conclusions: The association of PT <50% and SB >50 [mu]ml/L on POD 5 (the 50-50 criteria) was a simple, early, and accurate predictor of more than 50% mortality rate after hepatectomy. This criteria could be identified early enough, before clinical evidence of complications, for specific interventions to be applied in due time.

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos