Geriatria/Gerontologia/Idoso -
Esta página já teve 133.160.206 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.659 acessos diários
home | entre em contato
 

Geriatria/Gerontologia/Idoso

A importância da atividade física nos idosos

13/01/2006

 

 

Como o próprio nome indica atividade (movimentação, ao contrário de ficar parado ou sentado); física é qualquer movimento do corpo que resulta em um gasto de energia. Atividade física moderada regular tem o potencial de prevenir e controlar as doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e osteoporose além de diminuir os níveis de colesterol, pressão arterial e o risco para alguns cânceres, especialmente o câncer de cólon. Aumenta a confiança, a auto-estima e os sentimentos de realização. Os mais idosos se beneficiam na mudança feitas recentemente na rotina do dia-a-dia que implica numa atividade física. É importante para envelhecer de maneira saudável, melhorar e mantém a qualidade de vida e a independência. A atividade física diária ajuda as pessoas com algum tipo de incapacidade, a melhorar a mobilidade das articulações e músculos, aumentando os níveis de energia e ausência de dores. Também pode prevenir ou reduzir certos graus de incapacidade de movimentos e de memória. Não precisa ir para a academia, pode ser uma caminhada mais longa, limpar a casa, dançar, subir uma escada, tudo é atividade física. Sempre perguntar ao seu médico se pode fazer a atividade física que se dispôs a fazer. C.L.Van Den Brink e colaboradores, do Conselho Nacional da Holanda compararam 560 homens com 70-89 anos, sem doenças da Finlândia, Itália e dos Países baixos. A atividade física em 1990 foi baseada em andar a pé, bicicleta e jardinagem. No ano 2000 foi avaliado da incapacidade física (em três categorias) dessas pessoas em relação a essas mesmas atividades.
Mesmo entre homens idosos relativamente saudáveis, um estilo de vida fisicamente ativo foi relacionado inversamente a incapacidade física, dez anos depois. A duração em anos da atividade física parece ser mais importante do que a intensidade dos exercícios.

 

Disabil Rehabil. 2005 Mar 18;27(6):341-7

 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos