Ginecologia/Mulher -
Esta página já teve 132.445.113 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.705 acessos diários
home | entre em contato
 

Ginecologia/Mulher

Mau-humor do climatério

17/02/2006

 



- Dificuldades emocionais aumentam a produção de cortisol pelas glândulas supra-renais. O hormônio está relacionado a alterações metabólicas que podem provocar maior concentração de gordura no abdome e elevar as taxas de triglicérides e do colesterol ruim

- A tensão emocional eleva os níveis de adrenalina e favorece a fadiga muscular, o que provoca dor e desconforto

- O estresse pode também aumentar as contrações vasculares, deixando o organismo mais suscetível a males como arteriosclerose, angina, infarto e morte súbita, como explica o cardiologista Raul D. Santos, do Incor(Instituto do Coração do Hospital das Clínicas). Pacientes com depressão são quatro ou cinco vezes mais vulneráveis a ataques cardíacos e têm maior tendência a formar coágulos que podem provocar tromboses e derrames

- Em situações de tensão emocional, reduzem-se as atividades de neurotransmissão cerebral, como explica o neurologista Manoel Jacobsen, coordenador do Centro Multidisciplinar da Dor do Hospital das Clínicas. Estressados e deprimidos são mais suscetíveis a dores de cabeça

- Emoções negativas são associadas ainda a insônia, disfunções sexuais, infertilidade, distúrbios da tireóide e alguns tipos de câncer, entre outros

- Segundo a gerontóloga Valéria Lasca, co-autora do livro "Exercite Sua Mente" (Prestígio, 158 págs., R$ 29), mesmo quadros leves de depressão podem comprometer a atenção e prejudicar a memória

- Sentimentos como raiva e preocupação aumentam a acidez estomacal e podem favorecer o aparecimento de gastrite e úlceras, além de estarem relacionados a problemas de refluxo e cólon irritável

 

Folha de S.Paulo


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos