- Veneno de taturana
Esta página já teve 133.047.095 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.670 acessos diários
home | entre em contato
 

Primeiros socorros/Emergência

Veneno de taturana

17/03/2006


    TATURANA (Lonomia sp)


    clique na foto para ampliar

  • As lagartas venenosas são a fase larval das borboletas ou mariposas;

  • Possuem pêlos ou espículos simples ou arborescestes por onde secretam veneno (que são substâncias alergenas) que causa coceira, provoca queimaduras e dor;

  • As lagartas do gênero Lonomia, também conhecidas como Taturanas, são lagartas de cor marrom-claro-esverdeado, com manchas amarelo-escuro. Apresentam listras de coloração castanho-escuro ao longo do corpo e espinhos ao longo do dorso;

  • Seu tamanho não ultrapassa os 6 a 7 cm (seis a sete centímetros);

  • A reação imediata ao contato é de ardência e edema local;

  • Hemorragia pode ocorrer precocemente (antes de 72 horas) quando o contato é maciço, ou tardiamente (após 72 horas) quando o contato é superficial;

  • Pode haver insuficiência renal.


    LAGARTAS URTICANTES




    clique na foto para ampliar

  • As lagartas urticantes de interesse toxicológico pertencem principalmente às famílias Saturniidae e Megalopigidae, as primeiras apresentam ao longo do corpo espinhos ou espiculas, as outras apresentam pêlos ou cerdas;

  • As representantes mais comuns em nosso meio, das lagartas que possuem cerdas, pertencem aos gêneros Automeris e Dirphia, enquanto as com pêlos pertencem aos gêneros Podalia e Megalopyge;

  • Acidentes com estas lagartas são bastante freqüentes e o contato com a pele humana causa dor, vermelhidão e coceira no local, não havendo comprometimento do resto do organismo.

    http://www.redegoverno.gov.br/defaultCab.asp?idservinfo=39641&url=http://www.cit.rs.gov.br/


  • IMPORTANTE

    •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
    • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
    Publicado por: Dra. Shirley de Campos
    versão para impressão

    Desenvolvido por: Idelco Ltda.
    © Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos