-
Esta página já teve 135.314.635 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.661 acessos diários
home | entre em contato
 

Clínica médica/Intensiva/Enfermagem

Para ter uma boa saúde no inverno

18/04/2006

 

Tosse, gripe, resfriado, febre, também são lembranças desta época do ano, o inverno. Por que isso acontece? É só chegar o frio para começarmos a sentir o nariz congestionado, os espirros, a tosse e até a febre. Na verdade, o inverno exige várias adaptações de nossos hábitos e de nosso organismo para podermos resistir ao frio.

Neste período os vírus e bactérias se proliferam com maior rapidez, ocasionado gripe, alergias respiratórias, pneumonias, otites, resfriados, bronquites, sinusites, asma, entre outras doenças respiratórias. As pessoas pensam que as doenças de inverno são inevitáveis, mas a verdade é que, com alguns cuidados, elas podem ser afastadas, ou, pelo menos, se apresentar de maneira muito mais branda.

Entre as principais vítimas das doenças de inverno, estão os idosos e as crianças, a quem devemos dispensar uma atenção especial. É que, por terem o sistema imunológico mais fraco, elas são ainda mais vulneráveis às doenças e às crises de alergia, que tendem a aumentar muito com a umidade.

Durante o inverno, o frio prejudica o funcionamento dos cílios que são, pêlos microscópicos que recobrem as vias aéreas, tendo a função de retirar a secreção, impedindo a entrada de vírus, bactérias ou poluentes.

O meio mais comum de disseminação das doenças respiratórias é o ar. Fatores como a diminuição da umidade do ar, poluentes que irritam a mucosa do aparelho respiratório e aglomeração de pessoas em ambientes fechados (escola, cinema, locais públicos) permitem uma maior exposição a vírus e bactérias, sendo que nesta época, temos uma diminuição do movimento ciliar, como citado acima.

Existem alguns cuidados a serem tomados durante o inverno.
  

  1) Mantenha os ambientes sempre ventilados e permita a entrada de sol

 

O sol e o ar são ótimos espantadores de ácaros, vírus, bactérias e poeira. Ao contrário do que se faz no verão, aproveite os horários de sol para abrir e iluminar a casa.
 

2) Mantenha a casa sempre limpa

 

No inverno, ficamos mais tempo em casa. Por isso, ela tem que estar sempre limpa e livre de poeira, principalmente o quarto. Limpe-o diariamente com pano úmido;
 

  3) Remova o pó dos móveis com panos úmidos

 

O uso de vassoras e espanadores apenas mudam a poeira de lugar, não a remove. E, para pessoas alérgicas, a poeira é veneno, especialmente no inverno. Evite móveis estofados, tapetes, cortinas, tudo que possa acumular poeira no ambiente;
 

  4) Antes de usar roupas e cobertores guardados há muito tempo, lave-os e deixe-os no sol.

 

Troque as roupas de cama uma vez por semana. Para se livrar da poeira e dos vírus, troque seguidamente os lençóis, fronhas e edredons.
 

  5) Proteja colchões e travesseiros

 

Forre colchões travesseiros com capa impermeável de plástico. Retire apenas na hora de dormir. Substitua cobertores por edredons. Além de serem mais leves, os edredons têm a vantagem de juntar menos poeira e de não soltarem pêlos.
 

 6) Cachorros e gatos devem ficar do lado de fora

 

Animais de estimação costumam soltar pêlos que irritam as vias respiratórias, agravando o problema. Por isso, devem ficar do lado de fora de casa.
 

  7) Substitua, dentro do possível, as roupas de lã por moletom ou couro

 

A lã tende a acumular mais poeira, o que pode causar alergias. Além disso, os próprios fios da lã podem irritar as vias respiratórias.
 

8) Fique longe dos bichos de pelúcia, tapetes grossos e carpetes

 

Acumuladores típicos de poeira, devem ser deixados de lado durante o inverno, ou lavados com mais freqüência.
 

  9) Evite ficar muito tempo em ambientes fechados

 

A proliferação de vírus é maior em ambientes em que todos respiram o mesmo ar. Se você não tiver como escapar, peça para as pessoas não fumarem, ligue ventiladores e, sempre que possível, abra um pouco as janelas.
 

  10) Evite aglomerações

 

Grandes aglomerações aumentam o risco de transmissão de infecções virais, pois essas doenças se propagam, muitas vezes, pelo ar. Por isso, evite, sempre que possível, ficar em locais onde circulam muitas pessoas.
 

  11) Agasalhe-se bem

 

Para manter a temperatura, o corpo gasta energia, e, com isso, fica com as defesas debilitadas. Por isso, quanto mais quente você puder ficar, melhor.
 

  12) Banho

 

Tome banho nas horas quentes do dia. A temperatura da água deve ser moderada evitando o choque térmico.Prefira vestir-se no próprio banheiro.

 

http://www.saude.ribeiraopreto.sp.gov.br/ssaude/I16principal.asp?pagina=/Ssaude/dicas/I16DicasInv.htm


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos