AIDS / HIV -
Esta página já teve 132.539.036 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.700 acessos diários
home | entre em contato
 

AIDS / HIV

Recomendações para terapia anti-retroviral em adultos e adolescentes infectados pelo HIV 2006

09/06/2006
"Recomendações para terapia anti-retroviral em adultos e adolescentes infectados pelo HIV 2006": baixe aqui o guia de tratamento recém-lançado pelo Ministério da Saúde para médicos que atuam na área
 
O Ministério da Saúde está lançando a publicação "Recomendações para terapia anti-retroviral em adultos e adolescentes infectados pelo HIV 2006", voltada para médicos que atuam na área. Os objetivos são definir condutas terapêuticas seguras, descartando as combinações não recomendáveis de medicamentos e facilitar a logística de programação, aquisição, distribuição e controle de anti-retrovirais para garantir a continuidade do tratamento.

A primeira edição do documento foi publicada em 1994. Uma das novidades desta edição são indicações e restrições sobre vacinas para pessoas que vivem com HIV/aids. A publicação explica, por exemplo, que adolescentes e adultos sem alterações imunológicas devem receber todas as doses disponíveis e recomendadas no calendário nacional de vacinas. Entre os pacientes que apresentam debilidade no sistema imunológico sugere-se a avaliação individual entre os riscos e os benefícios das vacinas com agentes vivos ou atenuados, como febre amarela, poliomielite, sarampo e varicela. No caso dos soropositivos com o sistema imunológico gravemente comprometido, não se recomenda esse tipo de imunização.

Pela primeira vez, também estão disponíveis os preços unitários dos anti-retrovirais distribuídos no país. Além disso, "Recomendações para terapia anti-retroviral em adultos e adolescentes infectados pelo HIV 2006" mostra a interação dos anti-retrovirais com alimentos, efeitos colaterais da medicação e orienta o que deve ser feito em caso de exposição acidental ou por meio de violência ao vírus da aids.

Tratamento - O principal objetivo da terapia anti-retroviral é retardar o impacto do vírus na imunidade do organismo, o que aumenta o tempo e a qualidade de vida das pessoas que vivem com HIV/aids. A terapia fornecida pelo Ministério da Saúde conta com 17 medicamentos divididos em quatro classes: inibidores de transcriptase reversa análogos de nucleosídeos; inibidores de transcriptase reversa não-análogos de nucleosídeos; inibidores de protease; e inibidores de fusão. As funções dessas classes são, respectivamente, impedir que o vírus se reproduza, bloquear a ação da enzima, barrar a produção de novas células infectadas pelo HIV e interromper a entrada do HIV na célula.

Fonte
Ministério da Saúde

Mais informações
Programa Nacional de DST e Aids


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos