Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O. -
Esta página já teve 132.554.938 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.698 acessos diários
home | entre em contato
 

Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O.

Como são tratadas as fraturas expostas da tíbia no Brasil?

22/06/2006

Resumo

BALBACHEVSKY, Daniel, BELLOTI, João Carlos, MARTINS, César Vinícius Enzo et al Estudo transversal . Acta ortop. bras., 2005, vol.13, no.5, p.229-232. ISSN 1413-7852.

Este estudo transversal foi realizado durante o 36º Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia, para identificar a opinião do ortopedista brasileiro a respeito das preferências de tratamento das fraturas expostas da tíbia nos adultos. Foram respondidos 507 questionários, sendo que os resultados demonstram consenso em relação aos seguintes aspectos: classificação, 78,5% utilizam a de Gustilo-Anderson; indicação de tratamento cirúrgico, 76,3% preferem operar todos as fraturas; pressão de irrigação e produto utilizado, 80,3% utilizam irrigação manual e 85,4% solução salina; método de estabilização da fratura, fixador externo foi apontado em 52,1% das fraturas expostas tipo II, 74,4% nas IIIA, 88,6% nas IIIB e 89% nas IIIC; e indicação de fechamento primário, escolhido em 74,2% nas tipo I. Não houve consenso em relação ao tempo para cobertura de partes moles e tempo de uso de antibióticos. Os principais aspectos que discordaram da literatura foram: método de estabilização, tempo de uso de antibióticos e indicações de fechamento primário.

Palavras-chave: Fraturas da tíbia; Fraturas expostas; Estudo transversal.

        · resumo em inglês     · texto em português | inglês     · pdf em português | inglês


 

Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-78522005000500003&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos