-
Esta página já teve 133.168.576 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.656 acessos diários
home | entre em contato
 

Clínica médica/Intensiva/Enfermagem

A recusa à desospitalização psiquiátrica: um estudo qualitativo

05/07/2006

Resumo

MACHADO, Vanessa, MANCO, Amábile Rodrigues Xavier e SANTOS, Manoel Antônio dos. . Cad. Saúde Pública, set./out. 2005, vol.21, no.5, p.1472-1479. ISSN 0102-311X.

O presente trabalho justifica-se à medida que se constata o número elevado de pessoas internadas em hospital psiquiátrico, embora exista a atual proposta de desospitalização. Este estudo objetivou analisar os fatores envolvidos na recusa da desospitalização a partir do relato de pacientes internos, em um hospital psiquiátrico, com diagnóstico de esquizofrenia e capacidade verbal preservada. Segundo escolha aleatória, foi realizada uma entrevista semi-estruturada com seis pacientes. As entrevistas, posteriormente, foram submetidas à análise de conteúdo temática. Após leitura das transcrições, foram extraídos os seguintes núcleos temáticos: a sensação de liberdade ainda que internado, a proteção concreta e subjetiva que o hospital oferece, o modo de vida asilar incorporado pelos pacientes. Os achados podem contribuir para a elaboração de políticas públicas em saúde mental e para a compreensão da dinâmica subjetiva dessa população.

Palavras-chave: Saúde Mental; Esquizofrenia; Hospitais Psiquiátricos.

        · resumo em inglês     · texto em português     · pdf em português


 

 Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0102-311X2005000500020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos