Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O. -
Esta página já teve 134.657.970 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.667 acessos diários
home | entre em contato
 

Ortopedia/Fisioterapia/Coluna/T.O.

Impacto da idade no nível da atividade funcional de indivíduos após a reconstrução do ligamento cruzado anterior

26/08/2006
 



Autoria: Lygia Paccini Lustosa; Marco Antônio Percope de Andrade; Ana Paula Oliveira Nunes; Fernanda Andrade Martins; Melissa Teixeira dos Santos

Instituição: UFMG - Belo Horizonte - MG

Sessão: 15/04/04 - das 14h30 às 16h00 - Iguazu 4, 5 e 6


Introdução e Objetivo

A reconstrução do ligamento cruzado anterior após a idade de 40 anos ainda é alvo de questionamento. Existem autores que consideram a idade como uma barreira para a indicação cirúrgica, e apontam algumas complicações como o aumento de artrofibrose, o atraso na cicatrização e a dificuldade de adesão à reabilitação. Esses autores sugerem o tratamento conservador e a mudança do estilo de vida após a lesão. O objetivo do estudo foi avaliar o impacto da idade sobre o nível de atividade funcional em indivíduos submetidos a reconstrução do LCA, através dos questionários de Lysholm modificado e da escala subjetiva analógica visual de Noojin.


Material e Métodos

Foram avaliados 44 pacientes através do questionário de Lysholm e da escala analógica visual de Noojin. Os indivíduos foram alocados em dois grupos: grupo I - idade superior a 40 anos - 9 pacientes; e grupo II - idade inferior a 30 anos - 12 pacientes. Os demais foram excluídos do estudo. Foram utilizados a média dos escores finais dos questionários para análise estatística, através de Wilcoxon e Mann-Witney.


Resultado e Conclusão

O grupo I apresentou uma média final de 94,4 na escala de Lysholm e 15,7 na escala de Noojin. O grupo II apresentou média de 96,9 na escala de Lysholm e 8 na escala de Noojin. Não houve diferença significativa entre grupos (p=0.78 e 0.49). Observou-se ainda que 77,8% dos indivíduos do grupo I e 84,6% do grupo II retornaram a atividade esportiva que realizavam antes da lesão. Como não houve diferença entre os grupos, os resultados demonstram que a idade superior aos 40 anos não deve ser considerada uma barreira para a indicação do tratamento cirúrgico em pacientes com lesão do LCA, e que provavelmente não é um fator determinante na adesão ao tratamento fisioterápico e no retorno à atividade física.

http://www.sbcj.org.br/sbcj/para_medicos/CDTemas/index_trabalhos.htm


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos