Ginecologia/Mulher - Como evitar o inchaço durante a TPM
Esta página já teve 114.439.456 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 27.804 acessos diários
home | entre em contato
 

Ginecologia/Mulher

Como evitar o inchaço durante a TPM

17/06/2003

do Paralela

É só a menstruação se aproximar e parece que você vai explodir de tão inchada? Aprenda a lidar melhor e até evitar a retenção de líquidos.

Você é daquelas mulheres que, por cinco ou seis dias, todos os meses, usa um guarda-roupa especial, com calças e saias um número maior e sutiãs de melhor sustentação? A vida também muda, você não dorme de barriga para baixo, evita marcar médico nesse período e odeia colocar maiô nessa fase? Não se preocupe: você sofre de um problema comum durante o período pré-menstrual: o inchaço.

A retenção de líquidos, mais conhecida como "inchaço", é um dos sintomas da tensão pré-menstrual (TPM). Nessa época, o corpo passa por alterações hormonais que interferem na produção de algumas substâncias, entre elas a aldosterona, que tem a função de regular a quantidade de sal no organismo.

Já reparou como o sal de cozinha da sua casa absorve a umidade do ambiente? Ele age do mesmo modo no seu corpo: retém o líquido e você faz menos xixi do que deveria. Resultado: barriga e seios inchados, dor e dificuldade para fechar as mãos, sapatos que não entram.

As causas do inchaço

Mas por que será que você tem tantas reações e sua irmã ou sua amiga não têm nenhuma? "A retenção hídrica depende de fatores hormonais e individuais que variam de pessoa para pessoa e que também podem mudar de um mês para outro", explica Mara Solange Diegoli, ginecologista e coordenadora do Grupo de Apoio à Mulher com TPM, do Hospital das Clínicas de São Paulo.

Existe até uma história curiosa envolvendo o inchaço. Durante muito tempo, acreditou-se que a dor de cabeça que surge um dia antes ou no primeiro dia da menstruação, em algumas mulheres, fosse causada por ele.

A retenção de líquidos faria o cérebro inchar e ele ficaria prensado dentro da caixa craniana, causando a dor. Hoje, sabe-se que isso não é verdade. "A dor de cabeça que aparece nesse período, e que é muito comum, nada tem a ver com o inchaço. Ela é conseqüência da queda dos níveis de estrógeno no organismo", explica Diegoli.

Previna-se

Antes da hora "h" Beba muita água. Os rins funcionam melhor, o que é um incentivo para eliminar o excesso de líquidos. "Também vale comer frutas ricas em água, como melancia, melão e pêra", sugere Anita Sacs, nutricionista e professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Evite café, chá, refrigerantes e chocolate. Eles causam irritabilidade (têm xantina e metilxantina), o que faz o inchaço incomodar mais.

Pratique exercícios

Eles aumentam a circulação linfática, que elimina o excesso de líquidos do organismo. Faça do-in para aliviar o sintoma. Cruze as pernas, apoiando o pé esquerdo sobre a coxa direita, de forma a ver o ossinho do lado interno do tornozelo. Meça quatro dedos acima do ossinho e aperte esse ponto, que provavelmente estará dolorido. Pressione por cinco minutos e repita na outra perna. "O ideal é fazer todas as manhãs, no período pré-menstrual", ensina o terapeuta Aluisio Monteiro.

Diminua a quantidade de sal da comida no período pré-menstrual, ou seja, quando você começa a ter sintomas da TPM. Coma alimentos diuréticos. Por exemplo: alface, agrião, morango ou chuchu.

Para algumas pessoas, beber mais água, corrigir a alimentação e fazer exercícios não é suficiente. Nesse caso, é importante procurar um médico. "Quando o inchaço interfere no dia-a-dia, pode-se receitar um diurético para o período pré-menstrual", explica a ginecologista Nilka Donadio.

Mas esses medicamentos são perigosos, pois podem abaixar demais a pressão arterial, por isso não devem ser tomados a longo prazo ou sem orientação médica.

Santo remédio

Inchou e está se sentindo péssima? Tem uma festa e nem entra no vestido? O jeito é deitar enquanto uma esteticista faz drenagem linfática em você. Trata-se de uma massagem relaxante, que não dói e tem a capacidade de diminuir o inchaço. Junto com os vasos sanguíneos, correm os linfáticos, que carregam o excesso de líquidos e toxinas para o rim, de onde eles são eliminados pela urina.

"O efeito é imediato. Logo depois, o sapato já entra mais folgado, a calça pára de apertar", explica Maria de Fátima Pereira, professora de estética corporal do Senac. Passar por duas a três sessões na semana que antecede o primeiro dia da menstruação é o ideal. A massagem dura de uma hora a uma hora e quinze minutos. O preço pode variar de 40 a 120 reais.

Curiosidade

A apresentadora de televisão Angélica ficava tão inchada no período pré-menstrual que algumas vezes precisava fazer massagens para conseguir usar suas roupas e seus sapatos. Desde que começou a praticar exercícios diariamente, emagreceu e está mantendo o inchaço sob controle.
 


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos