-
Esta página já teve 134.548.348 acessos - desde 16 maio de 2003. Média de 24.674 acessos diários
home | entre em contato
 

Sono/Distúrbio do sono

Pesquisadores nos Estados Unidos indicam que presença de distúrbios do sono agravam quadro de depressão infantil

04/01/2007
Novo estudo publicado por pesquisadores nos Estados Unidos indica que presença de distúrbios do sono agrava quadro de depressão infantil
 

Sono e depressão em crianças



Agência FAPESP – De acordo com um estudo publicado esta semana no Journal Sleep, crianças com distúrbios no sono têm riscos maiores de desenvolver quadros graves de depressão e ansiedade.

O estudo, coordenado por Xianchen Liu, da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos, foi feito com 553 crianças com distúrbios depressivos. No grupo avaliado, 72,7% sofriam distúrbios de sono, dos quais 53,5% tinham insônia, 9% hipersonia (sono excessivo) e 10,1% os dois distúrbios. Meninas depressivas mostraram maior probabilidade de sofrer com distúrbios do sono do que meninos, mas a idade não teve efeitos significativos, segundo o artigo.

O estudo destaca que, entre as crianças com distúrbios de sono, aquelas com insônia e hipersonia tinham mais longo histórico de doença, estavam com depressão mais grave e tinham maior probabilidade de apresentar perda de peso, retardo psicomotor e fadiga do que as que apresentavam apenas um dos distúrbios.

“Sabemos que a depressão está associada a problemas de sono. Mas o que esse estudo mostra é que, em jovens deprimidos, nem sempre os problemas de sono são os mesmos”, disse Liu. Segundo ele, ter uma combinação de insônia e excesso de sono é um “problema dobrado”: jovens com os dois problemas apresentaram depressão mais grave do que aqueles que só tinham um deles.

Isso significa, de acordo com os pesquisadores, que os médicos devem perguntar cuidadosamente aos jovens com depressão qual é o problema específico de sono apresentado por eles. É possível também que seja preciso avaliar os diferentes tratamentos para focar um problema de sono específico de um indivíduo.

Os especialistas recomendam que crianças em idade escolar durmam entre 10 e 11 horas a cada noite para ter boa saúde. Crianças em idade pré-escolar precisariam dormir entre 11 e 13 horas por noite.

O Journal Sleep é o periódico oficial da Associação de Profissionais do Sono, entidade conjunta da Academia Norte-Americana de Medicina do Sono e da Sociedade de Pesquisa do Sono.

O artigo Insomnia and hypersomnia associated with depressive phenomenology and comorbidity in childhood depression, de Xianchen Liu e outros, pode ser lido por assinantes da publicação em www.journalsleep.org.

http://www.agencia.fapesp.br/boletim_dentro.php?data[id_materia_boletim]=6559


IMPORTANTE

  •  Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios. 
  • As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.
Publicado por: Dra. Shirley de Campos
versão para impressão

Desenvolvido por: Idelco Ltda.
© Copyright 2003 Dra. Shirley de Campos